Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

quarta-feira, 27 de maio de 2020

'Com solidariedade e cooperação, a China está do lado do povo brasileiro'


Yang Wanming, embaixador da China no Brasil
À medida que a pandemia da Covid-19 se dissemina pelo mundo, fica cada vez mais evidente que temos um futuro da humanidade compartilhado. Como responder, por meio de uma cooperação internacional mais intensa, a este desafio global imposto pela crise de saúde pública? A China está trabalhando e continuará a trabalhar para oferecer a sua contribuição.

Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus. Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar.
A China é uma das principais forças que apoiam o combate mundial à pandemia. O país vem compartilhando com todas as partes, e sem reservas, informações epidemiológicas e experiências de prevenção, controle e tratamento, tendo realizado videoconferências sobre o tema com mais de 170 países. O governo chinês forneceu assistência material a mais de 150 países e organismos internacionais, doou US$ 50 milhões à OMS e enviou 26 equipes de infectologistas a 24 países. Além disso, governos locais, instituições filantrópicas, sociedade civil e empresariado da China também estão mobilizados. Alibaba, Huawei e inúmeras outras empresas chinesas já doaram suprimentos médicos a mais de 100 países. Fabricantes chineses de insumos de saúde estão produzindo a uma velocidade recorde para abastecer o mundo. Por exemplo, nos últimos três meses, a China exportou quase 50 mil respiradores ao mundo, além de 58,6 bilhões de máscaras e 250 milhões de trajes de proteção.

A China é o país que tem oferecido mais ajuda ao Brasil no seu combate à Covid-19

A China vai aumentar ainda mais os aportes para promover a cooperação global contra a pandemia. Vai disponibilizar US$ 2 bilhões em dois anos para ajudar na resposta à crise sanitária e na recuperação do crescimento econômico e social nos países afetados, especialmente nas nações em desenvolvimento. Em parceria com a ONU, o país vai montar, em solo chinês, um depósito e hub de resposta emergencial e humanitária global, para assegurar a cadeia de abastecimento de materiais de enfrentamento à pandemia, além de instalar vias expressas para transporte e liberação alfandegária desses materiais. Uma vez colocada em uso clínico, a vacina desenvolvida pela China será considerada um bem público global de forma a contribuir para a sua acessibilidade nos países em desenvolvimento. Junto com os outros membros do G20, a China vai implementar a Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida dos países mais pobres e unir forças com a comunidade internacional para aumentar o apoio aos países mais atingidos e sob maior pressão do pagamento das dívidas.

A China é também o país que tem oferecido mais ajuda ao Brasil no seu combate à Covid-19. Foram realizadas sete videoconferências entre profissionais chineses que trabalharam na linha de frente e infectologistas do Ministério da Saúde do Brasil e de 14 estados e municípios. Alguns dias atrás, chegou ao Brasil o primeiro carregamento de mais de duas toneladas de materiais doados pelo governo central chinês. Além disso, mais de 60 províncias e municípios, assim como empresas da China, doaram ou vão doar materiais de saúde ao Brasil, com um valor total superior a US$ 6 milhões. Com assistência e auxílio da parte chinesa, equipamentos e insumos médico-hospitalares adquiridos pelo lado brasileiro estão desembarcando no país para reforçar o enfrentamento da Covid-19.

“Na escuridão, brilha a luz da amizade”, diz a carta que me foi enviada por nove brasileiros que estudaram em Wuhan. Com solidariedade e cooperação, a China está ao lado do povo brasileiro e dos outros países para combater e vencer em conjunto a pandemia, melhorar o sistema global de governança da segurança da saúde pública, e construir uma comunidade de saúde pública para a Humanidade.

*Yang Wanming, é embaixador da China no Brasil

VEJA.com

Foto: © Romulo Serpa/Agência CNJ/Divulgação Yang Wanming, embaixador da China no Brasil

Compre aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Publicidade Google

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Estrela 10

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Americanas.com

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

NOTÍCIAS MAIS VISTAS NO ANO