Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

NOTÍCIAS MAIS VISTAS NO ANO

quinta-feira, 9 de julho de 2020

Polícia acaba com suruba de 25 pessoas em motel


    Foto divulgação

A polícia acabou com uma orgia com cerca de 25 pessoas dentro de um motel na noite desta terça-feira (7), na cidade de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital de Goiás.

A suruba foi interrompida por agentes da Secretaria de Meio Ambiente (Semma), com o apoio da Polícia Militar. Quando os agentes chegaram muitos participantes estavam praticando sexo e ficaram assustados.

O organizador do evento, que não teve o nome revelado, foi multado em R$ 20 mil. Segundo a prefeitura de Aparecida de Goiânia, ele é reincidente e teria organizado uma festa de luxo em uma chácara da cidade na última segunda-feira, com aproximadamente 100 pessoas.

Por Dol

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Exclusivo: Criador da Parler fala sobre Bolsonaro e versão em português


John Matze é o criador da rede social Parler Foto: Divulgação


John Matze falou sobre a rede social que tem atraído os conservadores.

Nós que não somos besta, já estamos por lá. Siga-nos no Parler. Clique abaixo:



John Matze é engenheiro de software, tem 27 anos, é casado e tem uma filha. O jovem passou por empresas como Amazon e há dois anos ele criou a Parler, rede social que entrou em evidência nos últimos dias ao atrair o público conservador. Nos últimos anos Matze trabalhou mais de 80 horas semanais e agora vê seu trabalho sendo reconhecido.


Em meio a uma agenda apertada, o jovem concedeu uma entrevista exclusiva ao Pleno.News. Ele falou sobre o interesse dos brasileiros pela rede, revelou que está trabalhando em uma versão em português e agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e seus filhos por terem aderido à plataforma. John falou sobre seus sonhos e contou que tem desejo de vir ao Brasil.

Como surgiu a Parler e como a rede evoluiu desde a sua criação?
Parler começou para resolver um problema com a censura online e algoritmos tendenciosos que prejudicam pessoas e meios de comunicação que desejam transmitir uma mensagem. Nos últimos dois anos e meio, a Parler adaptou seu design e direção para continuar a manter a privacidade e a liberdade de expressão, enquanto resolvia problemas adicionais de escala.

Como você vê o crescimento da Parler no Brasil?
É bastante impressionante e orgânico, natural. Atualmente, o Brasil é o terceiro país mais interessado na Parler, só perde para Estados Unidos e Reino Unido.

Como garantir a liberdade de expressão e a não censura?
Liberdade de expressão e não censura são os princípios fundamentais de nossa empresa. Projetamos nossos serviços para serem resistentes a boicotes corporativos. Isso tornou o desenvolvimento do produto muito mais difícil, mas valerá a pena para proteger os direitos de todos.


Alguns leitores perguntaram sobre os servidores, se eles são realmente protegidos.
Nossos servidores excluem todas as informações pessoais identificáveis ​​após a verificação dos usuários. A melhor maneira de proteger a privacidade das pessoas é não ter nenhum dado que valha a pena roubar.

Você pretende ter uma versão em português e uma espécie de trending topics em forma de classificação?
Nossos tradutores estão trabalhando para preparar uma versão em português, será em breve. Os trendings topics iremos adicionar eventualmente.

Como você lida com queixas e notificações?
Temos um sistema e quando o conteúdo é denunciado, ele é revisado por um júri que avalia o conteúdo contra as diretrizes da comunidade para determinar se é uma violação. As pessoas costumam reclamar porque estão frustradas ou discordam, mas isso não é uma violação. Nossas regras são muito claras, transparentes e imparciais.

O presidente Jair Bolsonaro já está na Parler, assim como seus três filhos e muitos políticos de direita. Como você vê essa aceitação?
Damos boas-vindas a ele, sua família e quaisquer outros políticos. Meu desejo é ver todos na Parler.


Como você vê o novo momento da política brasileira com a eleição do presidente Jair Bolsonaro?
Não acompanhei muito a política brasileira, mas recentemente segui o presidente Jair Bolsonaro. Não fico surpreso que ele esteja sofrendo censura em seu país, pois muitas grandes empresas de tecnologia nos Estados Unidos são politicamente ativas em quase todos os países do mundo com a intenção de forçar sua visão de mundo aos seus usuários.

Como você vê a administração do presidente Donald Trump e este período da corrida presidencial?
O presidente Trump disse recentemente que espera ser banido do Twitter antes da eleição. Isso pode levá-lo a ir para Parler e, como resultado, poderemos ver uma grande mudança no uso das mídias sociais.

Você já esteve no Brasil?
Não estive, mas adoraria ir.

Quais são os sonhos de John Matze?
Criar muitas empresas de tecnologia e resolver muitos problemas técnicos difíceis, não apenas na área de mídias sociais.


Saiba como criar uma conta no Parler, a rede sem censura

Plataforma privilegia divulgação de conteúdos com a premissa de dar liberdade aos usuários


Saiba como criar sua conta no Parler Foto: Divulgação

A nova rede social “queridinha” dos conservadores começa a crescer em território brasileiro, o Parler já tem entre seus usuários figuras conhecidas como o presidente Jair Bolsonaro, e os filhos Flávio, Eduardo e Carlos. A premissa da plataforma de ser contrária a qualquer tipo de censura atraiu parte do público que vê em redes como Twitter e Facebook uma forte oposição a seus posicionamentos políticos.
Após a publicação de matérias sobre a plataforma, leitores do Pleno.News relataram dúvidas no processo de criação da conta. Pensando nisso, o portal elaborou um guia para que você saiba como acessar a rede e aproveitar os recursos que a nova plataforma pode proporcionar. Confira:
 – Acesse a página do Parler através do computador, ou pelo aplicativo, e clique em Sign Up (Inscrever-se em português).
Clique no botão Sign Up para iniciar criação Foto: Reprodução
 – Em seguida, informações sobre os termos da plataforma vão aparecer na tela. Caso você aceite, clique em I Agree (Eu concordo, em português) para prosseguir.
Em seguida, clique no botão I Agree Foto: Reprodução
 – Na sequência, você vai preencher dados como e-mail, telefone e senha. Nessa etapa, é importante que a senha escolhida atenda aos requisitos da plataforma que são: Ter, no mínimo, oito dígitos que devem, obrigatoriamente, incluir uma letra maiúscula, uma letra minúscula, um numeral e um caractere especial (@, #, $, %, &). Na sequência, clique em Submit.
Preencha as informações e em seguida clique em Submit Foto: Reprodução
 – Digite as letras que aparecem na imagem e em seguida clique em Next.
Digite as letras que estão na imagem e clique em Next Foto: Reprodução
 – Insira o código de verificação que chegará por SMS em seu telefone e clique em Next.
Insira o código de verificação que chegará por SMS em seu telefone Foto: Reprodução
 – A plataforma pedirá para que você siga contas de seu interesse. Realize o processo, caso deseje, e em seguida clique em Next.
O site pedirá para você seguir contas de seu interesse, realize o processo, caso deseje, e clique em Next Foto: Reprodução
 – Escolha a cor do seu perfil e clique em Next.
Escolha a cor do seu perfil e clique em Next Foto: Reprodução
 – Por fim, clique no botão Continue to Parler e entre na rede social.
Por fim, clique no botão Continue to Parler e entre na rede Foto: Reprodução
 – Essa é a aparência que seu perfil da rede terá na página inicial.
Essa é a aparência final que seu perfil da rede terá Foto: Reprodução
Aos usuários e futuros interessados em acessar a plataforma, é importante lembrar que o Parler também possui aplicativo tanto na Play Store, para Android, quanto na App Store, para iOS. O processo de criação de conta é similar ao realizado pelo site e também é possível a criação pela página da Web com posterior utilização pelo app.
Sobre o idioma, a plataforma ainda não foi traduzida e possui apenas opções em inglês, porém, os ícones são bastante intuitivos e termos em inglês como Follow e expressões como “What’s new?” já são bastante utilizadas por outras redes. Já no que diz respeito à criação de contas, vale destacar que só é permitida a criação de um perfil para cada número de telefone e endereço de e-mail.

terça-feira, 7 de julho de 2020

Seria um caso de possessão demoníaca??? Homem desaparecido no Pará é achado em bueiro de fazenda


 | Reprodução Correio de Carajás



Investiguem isso melhor. Tem sérios sintomas de possessão demoníaca.

Um homem identificado como Johnatan Rodrigues Borba, que estava desaparecido desde a manhã da sexta-feira (3), no município de Parauapebas, sudeste paraense, foi encontrado vivo dentro de um bueiro em uma estrada na zona rural de Canaã dos Carajás, também no sudeste paraense, nesta segunda-feira (6). 

De acordo com informações do portal Correio de Carajás, Johnatan desapareceu na sexta-feira e foi visto caminhando próximo a uma chácara. Foi montada, então, uma força-tarefa de agentes da Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros para encontrar o homem.

Ele foi achado nesta segunda-feira, dentro de um bueiro, infestado de morcegos, em uma área de fazenda. Johnatan falava palavras desconexas quando foi encontrado.

O homem foi resgatado e encaminhado para um hospital particular de Canaã dos Carajás.

Dol


Com apenas mais um passo você pode salvar 100 m² GRATUITAMENTE
Você quer salvar 100 em vez de 10 m²?
Se sim, clique na imagem acima.

Facebook falha em diálogo com líderes de boicote a anúncios na rede; impasse continua


Principais NotíciasMark Zuckerberg e Sheryl Sandberg, os dois principais executivos do Facebook, fizeram uma videoconferência de uma hora na tarde desta terça-feira com grupos e organizações de direitos civis. A reunião tinha uma missão: fazer com que as entidades, que convenceram marcas como Unilever e Coca-Cola a retirar seus anúncios da rede social, entendessem como a empresa trata o discurso de ódio em suas plataformas. Mas, ao longo da chamada, Zuckerberg e Sandberg falharam em convencer seus críticos, fazendo o boicote à companhia seguir em um impasse.
Durante a reunião, Zuckerberg, Sandberg e outros executivos do Facebook discutiram como a empresa trata com suas políticas de conteúdo. Em uma chamada de Zoom, eles falaram com representantes da Liga Anti-Difamação, da Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor e da Color of Change – os três grupos levaram centenas de empresas a pausar suas campanhas publicitárias na rede social nas últimas semanas. É uma forma de protesto contra a maneira como a empresa está cuidando mal, na visão dos anunciantes, de discurso de ódio e desinformação.
Os grupos disseram que fizeram pedidos aos líderes do Facebook. Entre eles, a contratação de um executivo de liderança com histórico na área de direitos civis, bem como a necessidade de passar por auditorias regulares independentes e atualizar seus Padrões de Comunidade, declarou o grupo de direitos civis Free Press, cuja presidente executiva, Jessica J. González, estava na chamada. Mas Zuckerberg e Sandberg não concordaram com todas essas demandas, disseram os representantes. No lugar disso, os executivos do Facebook tentaram “girar a narrativa e usar sua poderosa máquina de relações públicas.”
“Em vez de se comprometer com uma linha do tempo para desenraizar o ódio e a desinformação no Facebook, os líderes da empresa mantiveram seus velhos pontos de vista, sem atender nossas demandas”, disse González. “Eles entraram na chamada esperando tirar nota 10 só por presença”, disse Rashad Robinson, chefe da Color of Change, após o encontro. “Mas só estar presente não é suficiente.” O Facebook não estava imediatamente disponível para responder a pedidos de comentários da reportagem.

Impasse deve continuar

Nas últimas semanas, o Facebook tem enfrentado pressão crescente para lidar com o discurso de ódio e a desinformação em seu site e outras plataformas. Rivais como Twitter e Snapchat, recentemente, tomaram atitudes contra publicações falsas ou inflamadas do presidente americano Donald Trump em suas plataformas. Já o Facebook resistiu em fazer algo, citando a importância da liberdade de expressão. No mês passado, empregados da rede social chegaram a fazer uma greve “virtual” no último mês, criticando a falta de ação de seus líderes. Desde então, mais de 700 anunciantes se juntaram ao esforço para boicotar o Facebook.
Desde o crescimento do boicote, iniciado há duas semanas, os executivos do Facebook tem falado cada vez mais em conciliação – mas está difícil. Na quarta-feira, a empresa pretende lançar a parte final de uma auditoria anual de suas práticas e políticas de direitos civis. Os auditores examinaram como o Facebook cuida de temas como discurso de ódio, interferência em eleições e viés de algoritmos. / TRADUÇÃO DE BRUNO CAPELAS
Estadão

bUnited: ¿Es verdad o una estafa? | TuDinerito.com
Ganhe dinheiro para Unir


Presidente do Brasil testa positivo para coronavírus (COVID-19)


Presidentes do Brasil (Brazilian Presidents)Desejamos melhoras a todos os brasileiros e ao presidente.

Bolsonaro testa positivo para covid-19

O presidente da República, Jair Bolsonaro, confirmou nesta terça-feira (7) que está infectato por covid-19. O exame feito ontem deu resultado positivo.
Ele afirmou que suspendeu sua agenda e vai trabalhar por videoconferências do Palácio do Alvorada.
"Estou perfeitamente bem. As medidas que estou tomando é para evitar contaminação de terceiros", adfirmou.
Bolsonaro em foto de junho; o presidente anunciou que fez novos exames para covid-19© REUTERS/Adriano Machado Bolsonaro em foto de junho; o presidente anunciou que fez novos exames para covid-19
BBC News



domingo, 5 de julho de 2020

Conheça a união que tem salvado o planeta entre Mauro Franco e a bUnited


bUnited é a forma de salvar a floresta tropical e deter as mudanças climáticas agora que mais está crescendo

Mais de 1.600.000 pessoas já se juntaram e a bUnited
já salvou mais de 20 milhões de m² de floresta tropical.

Ganhe dinheiro para Unir


Nosso objetivo é que as grandes corporações financiem imediatamente iniciativas para reduzir o aquecimento global o mais rápido possível.

Nosso objetivo é um mundo seguro, justo e sustentável. Ao convidar seus amigos, você ajuda a bUnited a se tornar o maior cliente da maioria das empresas. As empresas querem agradar seus maiores clientes e fazer o que for necessário para mantê-los felizes.

Para fazer negócios com a bUnited, exigimos que as empresas:
  1. financiar imediatamente pelo menos uma iniciativa de mudança climática; salvando as florestas tropicais ou plantando árvores
  2. tornar suas operações mais sustentáveis

1. Reduza as alterações climáticas agora

A bUnited exige que as empresas financiem imediatamente uma de nossas iniciativas de mudança climática, sempre que fizerem uma venda para um membro da bUnited. As empresas nos pagam para apoiar programas de impacto global, incluindo o plantio de árvores e a economia de florestas tropicais. Além disso, muitas empresas também farão programas para limpar nossos oceanos, fornecer alimento para os famintos e fornecer assistência médica onde for mais necessário. Exemplo: a bUnited, com uma de suas empresas parceiras, a Deutsche Telekom, salvou mais de 1.000.000 de metros quadrados de floresta amazônica em 2018.

Atualmente, a bUnited faz com que as empresas apoiem os seguintes programas de ONGs. À medida que crescermos, vamos adicionar mais programas.

Salve as Floresta Tropicais
Nosso objetivo: salvar 1 bilhão de metros quadrados de floresta amazônica por ano
Apoiamos a Rainforest Foundation para salvar a floresta amazônica. Eles trabalham com as comunidades locais para negociar compras substanciais de terra nas florestas e para garantir que a floresta tropical seja respeitada como um recurso permanente.

Plantar Árvores
Nosso objetivo: plantar 1 milhão de árvores por ano
Apoiamos a The Nature Conservancy para plantar árvores e compensar a poluição por carbono. As árvores não apenas absorvem o CO₂, mas também o armazenam na madeira, mantendo-o fora do ar que respiramos.

Programas adicionais
Algumas empresas parceiras fazem programas adicionais. A bUnited também apóia os seguintes programas de ONGs. À medida que crescemos, vamos adicionar mais programas.

Plástico Limpo dos Oceanos
Nosso objetivo: remover 1 milhão de kg de plástico dos oceanos
Apoiamos o projeto The Ocean Cleanup para remover plásticos dos oceanos. Essa é outra necessidade ambiental urgente que reduzirá a quantidade de plástico que está poluindo, envenenando e matando nossos peixes e outras formas de vida marinha.

Fornecer Água Limpa e Potável
Nosso objetivo: dar a 1 milhão de famílias água limpa toda semana 
Apoiamos o The Water Project para fornecer água potável às famílias carentes na África, Ásia ou América do Sul, prevenindo assim doenças causadas pela água contaminada.

Servir Refeições
Nosso objetivo: alimentar um milhão de crianças a cada semana
Apoiamos a Feeding Children Everywhere para oferecer refeições gratuitas para crianças carentes. Acreditamos que desta forma podemos fazer nossa contribuição para reduzir o número de crianças em todo o mundo que estão morrendo de fome ou sofrendo de desnutrição severa.

Fornecer Cuidados de Saúde
Nosso objetivo: vacinar 1 milhão de crianças por mês
Apoiamos o UNICEF para fornecer ajuda médica às crianças. Nosso programa atual oferece vacinas que salvam vidas para proteger as crianças que não têm acesso a assistência médica, dando a elas a melhor chance de ter uma vida saudável.


2. Fazer as empresas mais sustentáveis 

À medida que cresce, a bUnited usa seu tamanho para trabalhar com suas empresas parceiras para adotarem práticas comerciais mais justas e sustentáveis ​​e fazerem com que seus fornecedores e subfornecedores façam o mesmo. Nós estaremos exigindo mudanças operacionais sérias para combater a mudança climática no nível corporativo. As empresas vão querer fazer isso para manter seu "maior cliente" feliz e comprando mais deles. Ter a maior comunidade de consumidores como cliente, recompensa as empresas por se tornarem mais justas e sustentáveis.


O Plano bUnited
para
Fazer nosso Planeta Mais Sustentável



A bUnited vai mudar tudo 
Nós chamamos isso de a Revolução dos Consumidores.



Ganhe dinheiro para Unir.

Publicidade Google

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Estrela 10

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Americanas.com

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade PagSeguro

PagSeguro BR