domingo, 28 de fevereiro de 2021

Viagens que você merece fazer quando tudo isso passar

 

Tem hora que a gente quer se isolar do mundo, em destinos inspiradores onde pouca gente colocou os pés.

Sobra vontade, mas faltam fronteiras abertas.

Provavelmente, os destinos abaixo (ainda) não são possíveis por conta da maior crise sanitária dos últimos tempos, mas ficam aqui as dicas de viagens incríveis no mundo.

Do Ártico à Antártica, da Polinésia à Croácia, da América do Sul à Ásia, da Amazônia brasileira ao Pantanal.

Afinal de contas, a gente é brasileiro e acredita que tudo isso vai passar.

CONFIRA DESTINOS

Polinésia Francesa

Visitar terras paradisíacas do outro lado do mundo tem seu preço e, em se tratando de Polinésia Francesa, os custos são elevados, em uma das viagens mais exclusivas do planeta, daquelas que a gente nunca mais quer voltar para casa.

Mas muito mais do que bangalôs românticos sobre o mar, o Taiti, a principal porta de entrada para a região, pode ser um destino acessível com algumas práticas que reduzem os custos da viagem.

Motu Avera, em Taha’a (foto: Eduardo Vessoni)© Fornecido por Viagem em Pauta Motu Avera, em Taha’a (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS: “Polinésia Francesa possível: dicas para economizar nas ilhas do Taiti”

Islândia

Fazer turismo nesse país, no extremo norte do planeta e com menos de 102 mil km² é se banhar em um campo de lava em meio a fumarolas, fazer tratamento de spa em banheiras de madeira lotadas de cerveja, ver baleias singrando fiordes e até descer de guindaste ao interior de um vulcão adormecido.

(foto: Blue Lagoon/Divulgação)© Fornecido por Viagem em Pauta (foto: Blue Lagoon/Divulgação)

SAIBA MAIS: “Muito além da Björk: o que fazer na Islândia”

Castelos da França

Localizado no centro-norte do país, o Vale do Loire não só viu nascer o Renascimento francês como também abriga a maior concentração de castelos do mundo.

De cerca de mil construções medievais, 300 delas estão abertas para visita pública.

Castelo Real de Amboise, a 225 km de Paris, aproximadamente (foto: Eduardo Vessoni)© Fornecido por Viagem em Pauta Castelo Real de Amboise, a 225 km de Paris, aproximadamente (foto: Eduardo Vessoni)

LEIA MAIS: “Castelos do Vale do Loire: dicas e passeios”

Pantanal

Entre o noroeste do Mato Grosso do Sul e o sul do Mato Grosso, no Centro-Oeste brasileiro, a região é dividida em Pantanal Norte (MT) e Pantanal Sul (MS).

Uma das experiências mais fascinantes por ali é a expedição de observação de onças, na temporada de vazão dos rios locais. SAIBA MAIS

Observação de onças, no Pantanal Norte, no Mato Grosso (foto: Eduardo Vessoni)© Fornecido por Viagem em Pauta Observação de onças, no Pantanal Norte, no Mato Grosso (foto: Eduardo Vessoni)

Amazônia brasileira

Tem igarapés que confundem a mente com copas de árvores que se fundem no reflexo das águas, uma cidade inteira tomada por cachoeiras e destinos bem estruturados.

E pode voltar quantas vezes for preciso, que nunca vai faltar atividade nova, em território amazônico.

Vista das florestas alagadas da Amazônia, em Manaus (foto: Eduardo Vessoni)© Fornecido por Viagem em Pauta Vista das florestas alagadas da Amazônia, em Manaus (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS: “1ª vez na Amazônia: Belém ou Manaus?”

VEJA MAIS DICAS NESTE LINK

O post Viagens que você merece fazer quando tudo isso passar apareceu primeiro em Viagem em Pauta.



sábado, 27 de fevereiro de 2021

Três lugares para descer uma cachoeira de rapel


© Fornecido por Go Outside

Canionismo é um esporte complexo: envolve a descida de cachoeiras com corda, somado a atravessar rios e gargantas caminhando, nadando ou escalando. Mas você não precisa dominar técnicas verticais para curtir o cascading, que é a descida (ou rapel) de cachoeiras com corda. Basta procurar uma agência com instrutores qualificados e curtir o rolê sem se preocupar. Nos destinos a seguir, você pode se iniciar no esporte e ainda conhecer algumas paisagens sensacionais do Brasil: 

3 lugares para descer uma cachoeira de rapel

Alto Paraíso, Goiás 

Almácegas© Fornecido por Go Outside Almácegas

O que não faltam na Chapada dos Veadeiros são cachoeiras maravilhosas. Portanto, não perca o cascading na Almácegas, com 45 metros de altura em um paredão de quartzito. A primeira parte é em queda positiva com os pés na parede, seguida de uma seção negativa pelo meio da cachoeira, com final em uma piscina natural. Quem opera o passeio é a agência Travessia Ecoturismo


Ibicoara, Bahia

Cachoeira Recanto Verde© Fornecido por Go Outside Cachoeira Recanto Verde

Na Chapada Diamantina, a cachoeira do Buracão é a preferida para o cachoeirismo. A queda de 85 metros impressiona pela água cor de chocolate que se mistura aos tons das pedras. Ela fica no Parque Natural do Espalhado, a 28 km do centro de Ibicoara. São 3 km de trilha leve, passando pelas cachoeiras Buracãozinho, Orquídeas e Recanto Verde. A Radical Chapada Ecoturismo oferece esse destino. 

Brotas, São Paulo

Cachoeira em Brotas© Fornecido por Go Outside Cachoeira em Brotas

A cerca de três horas de carro de São Paulo, a cidade de Brotas ainda é um destino de aventura interessante para uma escapada rápida. De quebra, você pode “ticar” vários itens da sua lista dos sonhos, incluindo um rapel em cachoeira de grande estilo. O Circuito Jacaré conta com três cachoeiras interligadas por trilhas: treinamento na cachoeira da Usina, de 6 metros, cachoeira São Sebastião, de 25 metros, e cachoeira Jacaré, com 38 metros. O roteiro é oferecido por várias agências de Brotas, como a Território Selvagem.

O post Três lugares para descer uma cachoeira de rapel aparece primeiro no Go Outside.



domingo, 21 de fevereiro de 2021

10 hábitos brasileiros que enlouquecem os portugueses


Regra geral. Temos que saber nos comportar em todos os lugares por onde passamos, certo? Mas, veja o que os portugueses muitas das vezes olham com indiferença em nossos hábitos. Confira as dicas quentes abaixo que separamos para todos com fonte Viagem:

 

Somos admirados pela alegria, pela flexibilidade, pela dedicação. Mas verdade seja dita: há manias enraizadas em nós, brasileiros, capazes de tirar os portugueses do sério. Aqui vai uma breve amostra:

1) Entrar numa loja e perguntar alguma coisa para o vendedor sem antes cumprimentar com pelo menos um bom dia, boa tarde, boa noite, com licença. 

Vamos combinar: isso deveria ser decretado lei mundial, né?

2) Chegar num restaurante e sentar antes de ser recepcionado por alguém à porta.

Aqui é regra básica de etiqueta em qualquer restaurante: quem escolhe e leva até à mesa é o funcionário.

3) Ficar chamando desesperadamente o garçom com a mão levantada, estalo de dedos ou expressões do tipo “moço, chefia, campeão”. 

Sinto dizer que nenhuma dessas táticas é eficiente. O garçom é quem costuma controlar o momento de ir à mesa tirar os pedidos e até que ele resolva que é a sua vez, provavelmente vai te ignorar solenemente.

4) O “claro, sim, vamos combinar, vamos fechar negócio” com a maior empolgação, seguido de um sumiço sem satisfações.

Ninguém entende a razão da empolgação se não havia uma real intenção.

5) A falta de capacidade de dizer não.

Um não objetivo por aqui vale mais do que mil sorrisos amarelos ou cinismos.

6) A mania de forçar amizade. Tapinha nas costas do vendedor, abraço no garçom e até cumprimentar com beijos quem não é amigo de verdade (mesmo antes do COVID! ) provocam um inevitável recuo de surpresa.

Tenho um primo que ultrapassou todos os limites e pegou no joelho do taxista! O resultado foi tragicômico.

7) A imitação do sotaque.

Sério: será que alguém realmente acha graça em ficar repetindo o que o outro falou e ficar tirando sarro na cara dele?

8) Chamar Portugal de Terrinha.

Esta é polêmica. Há quem ache afetivo, mas por amostra estatística colhida in loco já me dei conta de que o que fica é a sensação de um tom depreciativo.

9) A mania de comparar tudo (TU-DO) com o Brasil – geralmente criticando o que é português.

Sim, falamos a mesma língua, temos um passado em comum, mas que fique claro: somos dois países distintos, cada um com a sua cultura, os seus hábitos, as suas etiquetas.

10) O tom de voz, sempre (muitos) decibéis acima do que é considerado normal por aqui.

Pode reparar: um ambiente está tumultuado? Ou é brasileiro ou é italiano . 

Leia tudo sobre Portugal



Compre aqui os melhores produtos Amazon



sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

5 cachoeiras que você precisa conhecer no Brasil

 



Taí, uma aventura que da água na boca. Temos pelo Brasil os melhores destinos. Aproveite acompanhado, de kombi, sozinho ou com a família. Não importa, Vá e divirta-se. Confira mais esta que separamos para você:


© Fornecido por Go Outside5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil© Fornecido por Go Outside 5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasilONDE: SÃO JORGE, CHAPADA DOS VEADEIROS (GO) ALTURA: 100 METROS QUEDAS D’ÁGUA: 1

Veadeiros já tem um clima meio fantástico, mas tudo fica ainda mais mágico na trilha que leva a essa cachoeira. O caminho parece um conto de fadas passado em uma floresta encatada. A mata toda fechada tem a passagem bem demarcada, com cerca de 16 km

de distância (ida e volta). O início fica exatamente a 11 km da cidade de São Jorge. Ali há pouca estrutura e só uma placa indicando o início da trilha, com dificuldade média. O trajeto conta com várias passagens por dentro de rios e paradas em poços de piscinas naturais – como eu disse, é uma trilha especial. A queda possui 100 metros,

em meio a um cânion com paredão de pedra repleto de verde, a mesma cor da água. O nome foi dado pelos garimpeiros que, no passado, não revelavam o lugar por ser rico em ouro.

Leia Mais:
+ Drone faz imagens espetaculares de uma das cachoeiras mais bonitas do mundo; Veja
7 lugares para você acampar no Brasil

Cachoeira do Segredo

Casca D’Anta

5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-2© Fornecido por Go Outside 5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-2ONDE: SÃO JOSÉ DO BARREIRO, SERRA DA CANASTRA (MG) ALTURA: 186 METROS QUEDAS D’ÁGUA: 1

A cachoeira Casca D’Anta é a primeira queda do rio São Francisco e está entre as cinco maiores cachoeiras de queda livre do Brasil. Eu sempre tento fugir de cartões-postais, tanto que só a conheci na terceira vez em que estive na Serra da Canastra. Confesso que me arrependi de não ter ido antes! Ela é imponente, com uma força absurda, a ponto de ser impossível chegar perto da sua queda. Vale muito um mergulho no poço que se forma ali – diz a lenda que as águas do Velho Chico são medicinais.

Para chegar até lá, são 9 km de São José do Barreiro até a portaria do parque e mais uns 25 minutos a pé. Isso até a parte baixa. Existe uma trilha que sai dali em direção à parte alta, entretanto só pode ser acessada com guias credenciados pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio). Essa trilha leva também à nascente do rio São Francisco.

Poço Azul e Santa Bárbara

5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-3© Fornecido por Go Outside 5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-3ONDE: RIACHÃO, CHAPADA DAS MESAS (MA) ALTURA: 25 METROS QUEDAS D’ÁGUA: 3

É um pouco difícil eleger a cachoeira mais incrível da Chapada das Mesas, no Maranhão. A região faz mesmo jus ao título de ‘paraíso das águas’. Isso porque conta com 22 rios, mais de 400 nascentes catalogadas e 89 cachoeiras oficiais. Nos cinco dias em que estive por lá, vi todos os tipos de quedas: dentro de cânions, grutas, poços com águas cristalinas, altas, cheias.

No Poço Azul, quase caí para trás, literalmente. O sol iluminava o lugar, que tinha uma água tão clara que parecia piscina de clube. E o movimento das águas pelas quedas, por incrível que pareça, não altera seu tom azulado. Tudo isso devido à alta concentração de carbonato de cálcio, uma espécie de filtro mineral que deixa as águas extremamente cristalinas. Para entrar na trilha, é preciso passar por um complexo bem turístico. Mas não desanime e prossiga, porque, assim que a trilha começa, tudo fica lindo. Minha sugestão é ir pela manhã. De quebra, ainda existe uma bifurcação que te leva até a queda de Santa Bárbara, de 70 metros de altura.

Cachoeira da Formiga

5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-4© Fornecido por Go Outside 5-cachoeiras-que-voce-precisa-conhecer-no-brasil-4ONDE: PARQUE NACIONAL DO JALAPÃO (TO) ALTURA: 3 METROS QUEDAS D’ÁGUA: 2

A região do Jalapão está localizada no extremo leste do Estado do Tocantins, a 300 km da capital, Palmas, que é a porta de entrada para acessar o parque. Dali, prepare-se para rodar com um 4×4, pois os deslocamentos são longos, com poucas cidades. A Cachoeira da Formiga fica a 29 km da cidadezinha de Mateiros, que possui pouco menos de 2.000 habitantes. Minha sugestão: faça esse percurso de bike, porém comece bem cedo! Todo o esforço será recompensando. A cachoeira tem uma cor verde-esmeralda que te chama para um mergulho pós-pedal – o duro é sair dali depois. A queda escoa pela lateral do poço principal e forma uma deliciosa piscina de água natural bem ao lado. É super pequena, e você pode sentar nas pedras e aproveitar uma hidromassagem natural em meio ao paraíso.

Cachoeira do Buracão

cachoeira-buracão© Fornecido por Go Outside cachoeira-buracãoONDE: IBICOARA, CHAPADA DIAMANTINA (BA) ALTURA: 85 METROS QUEDAS D’ÁGUA: 1

Deste ponto em diante, temos que nadar”, disse o guia quando chegamos à beira da água. Isso porque estávamos em um cânion bem estreito, da onde mal dá para ouvir a queda da cachoeira. Trata-se de uma bela surpresa. São 85 metros de queda e, quando você chega, pode subir nas pedras do cânion e ficar apreciando. Dali, dá para nadar e acessar a parte de trás e até mergulhar na água para chegar à piscina. A trilha para lá tem apenas 3 km e começa em um estacionamento que fica a 29 km (de estrada de terra) de Ibicoara, uma cidadezinha de cerca de 20 mil habitantes a sudoeste da chapada. O grau de dificuldade é moderado, por um caminho às vezes bem marcado, outras vezes cheio de pedras, que passa por vários rios com quedas pequenas e alguns poços.

O post 5 cachoeiras que você precisa conhecer no Brasil aparece primeiro no Go Outside.


Quer vender, comprar ou alugar? Anuncie aqui:


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

8 destinos perfeitos para quem é do signo de peixes

Olá gente boa e amiga do site. Curta mais esta linda dica que separamos para você

As pessoas nascidas do signo de peixes geralmente são muito sonhadoras, românticas, fantasiosas e intuitivas. A água representa as emoções, por isso, os piscianos nadam afundo em seus próprios sentimentos. Além disso, a espiritualidade também é um aspecto importante para quem é do signo de peixes.

© Fotos: Shutterstock

Por isso, os destinos ideais para este signo são cidades românticas, que incentivam a fantasia e levam o viajante a lugares encantados. Além disso, cidades sagradas, com templos e igrejas antigas, também despertam o interesse dos piscianos.

Pensando nisso, o Guia da Semana selecionou 8 destinos ao redor do mundo perfeitos para quem é do signo de peixes. Confira:


Bali, Indonésia

Repleta de cultura e religiosidade, a Indonésia possui cidades incríveis para conhecer. Entretanto, Bali é um destino muito requisitado, pois além dos templos budistas, possui praias e paisagens maravilhosas. A pessoa do signo de peixes sentirá que esta é a viagem de sua vida ao misturar a magia das praias com a paz dos diferentes templos.


Jericoacoara, Ceará
Entre dunas e lagoas, Jericoacoara é um dos lugares mais desejados do Brasil. As Dunas do Pôr do Sol, como o nome já indica, é um local perfeito para assistir ao entardecer. Já para o visitante que busca sol e água fresca, as lagoas de Jeri são grandes atrativos. A mais badalada é a Lagoa do Paraíso, onde você realmente se sentirá num paraíso tropical. Água, paisagens de tirar o fôlego e natureza exuberante são os ingredientes perfeitos para agradar um pisciano.



Bruges, Bélgica
Bruges é a Veneza da Bélgica. Todo rodeado por canais, o destino é um passeio encantador que te leva a um mundo mágico medieval. O centro de Bruges é considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 2000, pela preservação das características medievais em sua arquitetura. Para quem gosta de destinos mais tranquilos, conhecer esta cidade pequena é uma ótima pedida.



Veneza, Itália
Veneza é um destino que todo romântico quer conhecer. A bordo das gôndolas, os turistas visitam os incríveis canais que percorrem toda a cidade, entre restaurantes, cafés e casas coloridas charmosas. Além desta atração, a cidade possui museus, a Basílica de Santa Maria e o Palazzo Ducale, um palácio luxuoso que leva o visitante direto ao passado.




Lisboa, Portugal
A capital Lisboa possui muitos atrativos para qualquer turista, desde gastronomia local, museus de arte e história até castelos e palácios incríveis. Por isso, é um destino perfeito para o signo de peixes. O Castelo de Penha, por exemplo, irá encantar o pisciano que é tradicionalmente sonhador. A Quinta da Regaleira é toda rodeada de mitos e misticismo, e possui até um passeio especial noturno para contar as histórias envolvidas no local. Se você decidir por esta viagem, certamente irá se encantar com todas as diferentes atrações da cidade.




Fernando de Noronha, Pernambuco
Qualquer brasileiro sonha em conhecer as praias paradisíacas de Fernando de Noronha – e o local é um destino perfeito para os piscianos. Afinal, quem é do signo de Peixes gosta de sentir a magia da natureza, logo, Fernando de Noronha é um prato cheio. O turista encontra uma energia muito positiva no local, que guarda paisagens inacreditáveis de tão bonitas.



Istambul, Turquia
Istambul é um dos destinos perfeitos para os piscianos, pois mistura uma cultura diferente com locais sagrados e místicos. Por lá, você irá conhecer igrejas incríveis, como a Basílica de Santa Sofia e a Mesquita Azul, além de museus impressionantes como o Museu de Chora e o Palácio de Topkapi, que preservam a cultura da época Bizantina.





Paris, França
Quando falamos de cidades românticas, não podemos deixar de citar Paris, na França. Afinal, o destino é a capital do romantismo no mundo. Por lá, você irá se encantar com a magnífica Torre Eiffel, com o Museu do Louvre e com o bairro de Montmartre, com seus cafés e restaurantes charmosos. Além disso, a cidade possui outros museus igualmente atrativos, óperas, a igreja de sacre coeur e o encantador Palácios de Versailes e seus jardins. Certamente será uma viagem épica.


E aí, com qual destas viagens você mais se identifica?



Publicidade: (Anuncie aqui)


Publicidade MR1

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Chico Rei

Publicidade Embelleze

Publicidade Lom Americanas

Publicidade Lom Palácio das Ferramentas

Publicidade Google

Yuool | Tênis de Lã

Youse Seguro Auto

Imobiliária Quinto Andar

Philco

GoDaddy

Publicidade Dietas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Avast