Publicidade Google

terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Confira atrativos do Jalapão, o deserto brasileiro das águas

Nestes dias de isolamento social (Proteja-se), o melhor é viajar através do nosso Blog. É impressionante o quanto nosso país é lindo. Veja o que tem de belo no Estado do Tocantins.


Maior do que o estado de Sergipe, esse destino no leste do Tocantins é uma terra de contradições.

O Jalapão é desértico e, ao mesmo tempo, fonte de águas cristalinas. Daí o título “Deserto das Águas”, em referência à baixa densidade demográfica da região (menos de um habitante por km²), e à grande quantidade de veredas.

Em uma área de mais de 34 mil km², dunas tão douradas quanto o artesanato feito com as sempre-viva do Cerrado dividem espaço com convenientes poços naturais, escondidos entre bananeiras e com águas azuladas que não nos deixam afundar.

VEJA ATRAÇÕES DO JALAPÃO

Essas dunas cercadas por chapadões, são uma das imagens mais conhecidas do Jalapão.

Formado há milhões de anos pela erosão das rochas arenosas da Serra do Espírito Santo, o atrativo natural costuma ser procurado para observação do pôr do sol, responsável pelos tons alaranjados dessas montanhas de areia de até 40 metros de altura.

Dunas do Jalapão (foto: Flávio André de Souza/MTUR)© Fornecido por Viagem em Pauta Dunas do Jalapão (foto: Flávio André de Souza/MTUR)

Serra do Espírito Santo

A trilha puxada de 900 (íngremes) metros costuma começar cedo, a fim de alcançar o platô da serra antes do sol forte.o alto, percorrem-se outros três km em terreno plano até um mirante de onde é possível ver falésias de arenito com 150 milhões de anos e parte do Parque Estadual do Jalapão.

Cachoeira da Velha

Este é outro clássico do destino, considerado a maior cachoeira do Parque Estadual do Jalapão, cuja queda d’água em forma de ferradura tem 15 metros de altura. De águas potentes e volumosas, a cachoeira é daquelas apenas para contemplação, sem nenhum possibilidade de banho.

Já a Cachoeira do Formiga, sim, é daquelas com águas que convidam para banhos, em uma piscina natural de tons esmeraldas, rodeada por uma floresta de samambaias e alimentada pelo Rio Formiga.

foto: Flávio André de Souza/MTUR)© Fornecido por Viagem em Pauta foto: Flávio André de Souza/MTUR)

Caiaque

Essa atividade no Rio Novo costuma ser oferecida aos clientes que fazem o safári da Korubo, uma das empresas pioneiras no destino.

A bordo de caiaques coloridos, os visitantes descem pequenas corredeiras desse curso de águas mais agitadas que fazem subir o nível de adrenalina, em alguns pontos da descida.

Cânion Suçuapara

A 20 km de Ponte Alta do Tocantins fica esse que é considerado um dos poucos atrativos frescos de todo o Jalapão.

Trata-se de uma fenda em rochas de arenito por onde águas frias escorrem por paredões de 25 metros de altura com samambaias e raízes de árvores.

Fervedouros

Conhecidas também como ‘ressurgência’, essas nascentes subterrâneas de águas transparentes são sempre rodeadas por bananeiras.

O atrativo é famoso pelos banhos em águas, extremamente cristalinas, cuja pressão no solo arenoso evita que o visitante afunde.

Fervedouro do Rio Sono, em Mateiros, no Jalapão (foto: Flávio André de Souza/MTUR)© Fornecido por Viagem em Pauta Fervedouro do Rio Sono, em Mateiros, no Jalapão (foto: Flávio André de Souza/MTUR)

Capim douradoO destino é conhecido pelo artesanato com capim dourado e seda de buriti, uma das principais fontes de renda das comunidades.

A arte, em forma de bolsas, bijuterias e utensílios para casa, pode ser encontrada nas paradas em cidades que fazem parte do Jalapão.

O JALAPÃO

A 250 km de Palmas, capital do Tocantins, fica próximo aos limites com a Bahia, Maranhão e Piauí, e abrange cidades como Mateiros, Novo Acordo, São Félix do Tocantins e Ponte Alta do Tocantins, a 195 km de Palmas, capital do Tocantins.

Por ali, os dias começam quentes e as estradas de areia fofa e sem sinalização não são para forasteiros de primeira viagem. Por isso, o ideal é viajar acompanhados pelos serviços de agências que atuam no local com carros 4×4.

Jalapão (foto: Eduardo Vessoni)© Fornecido por Viagem em Pauta Jalapão (foto: Eduardo Vessoni)

Quem leva

Korubo: Empresa pioneira no ecoturismo sustentável no Jalapão, conhecida pelas viagens em um caminhão adaptado, como aqueles que cortam savanas africanas, e pernoites em um glamping, uma espécie de camping com mais conforto. Em outras palavras, um safari camp com tendas equipadas com banheiro individual e comida preparada ali mesmo.

40° no Cerrado: Tocada por um gaúcho que atua na região desde 2001, essa agência voltada para grupos pequenos e com roteiros alternativos pelas regiões do Jalapão, Ilha do Bananal e as cachoeiras de Taquaruçu, que aliás é um excelente combinado para quem fica mais alguns em Palmas.

Fonte: https://www.msn.com/pt-br/viagem/noticias/confira-atrativos-do-jalap%c3%a3o-o-deserto-brasileiro-das-%c3%a1guas/ar-BB1dk7yh?ocid=mailsignoutmd



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Imobiliária Quinto Andar

Kinguin CJ

Mr. Cart

Philco

GoDaddy

UOL Educação

Publicidade Dietas

Publicidade Americanas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup

Publicidade Avast