Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

NOTÍCIAS MAIS VISTAS NO ANO

Auto-Desenvolvimento

Página voltada para você escrever seu artigo sobre Auto-Desenvolvimento. Espaço locado para você que deseja compartilhar seu conhecimento e não tem um local. Escreva aqui seus pensamentos ou ensinamentos de auto-ajuda. Fale conosco. Acesse a aba acima (FALE CONOSCO).


Você sabe o que é mindfulness?

entenda o conceito de mindfulness
© Reprodução entenda o conceito de mindfulness

Você sabe o que é mindfulness? Também conhecida como atenção plena, a nova técnica já conquistou adeptos em todo o mundo e, no Brasil, não é diferente. Com centenas de centros que a ensinam, a prática tem se popularizado a cada dia.

“Há muitas pesquisas que confirmam a melhora na qualidade de vida dos pacientes que passam por programas de mindfulness”, informa Marcelo Demarzo, coordenador do Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde.

O que é Mindfulness?
Basicamente, é o conceito que reúne técnicas, cientificamente comprovadas, que são capazes a auxiliar a focar no momento presente e na percepção sobre o que está se passando dentro e fora de si. A prática serve para não deixar que o futuro e o passado afetem tanto a mente, evitando distrações desnecessárias e contribuindo para a saúde mental.

O objetivo do mindfulness é fazer com que se tenha plena consciência dos sentimentos durante qualquer situação. O exercício também ajudará a tomar decisões conscientes e a sair do tão popularmente conhecido “piloto automático” e começar a viver sua vida de forma mais nítida e clara.

Os benefícios da prática
Tomar consciência e focar no momento presente é uma excelente forma de começar a perceber algumas coisas que, normalmente, passariam despercebidas. Desta forma, o mindfulness contribui para a identificação dos sentimentos e as razões pelas quais eles estão se manifestando neste momento em você.

Com essa clareza na situação, fica mais simples entender que alguns fatores são externos e não internos. Isto é, estão acontecendo do lado de fora e não precisam alterar o seu estado mental, já que o que se passa está totalmente fora do seu controle.

Outro ponto é que essa percepção mais racional sobre o que se vive torna mais fácil de canalizar a energia que, anteriormente, seria gastada com pensamentos confusos para a resolução dos conflitos ou como forma de empatia.

Além disso, estar consciente sobre o que realmente se passa em uma situação te dá a capacidade de se concentrar no presente, para resolver a questão e desenvolver tarefas com mais facilidade, evitando distrações e o estresse gerado pela ansiedade e a antecipação.

A desfoco é um dos principais inimigos da produtividade, afinal, não tem como a mente trabalhar efetivamente no presente se está presa revivendo e analisando momentos do passado ou do que possivelmente ainda está por vir. Um estudo da Universidade de Harvard, publicado na ‘Science’, aponta que a mente passa cerca de 47% do tempo apenas divagando e totalmente distraída.

Isto é, passamos metade das nossas vidas assentados em algo que já foi ou vivendo as expectativas de algo que nem sequer aconteceu ainda. Tal prática atrapalha consideravelmente a capacidade de produção dos indivíduos em todos os setores da vida.

A pesquisa acompanhou 2.250 pessoas e as avaliou por meio de um aplicativo, em que eram realizadas perguntas como “o quanto felizes estão”, “o que estão fazendo no momento”, “se estão pensando sobre a atividade que estão realizando ou sobre qualquer outra coisa” e “qual sensação trazem esses pensamentos” aos voluntários. O resultado apontado pelos cientistas mostra que, não só a mente divaga cerca de 46,9% do tempo, como isso pode levar a um estado de tristeza profunda.

Exercício de mindfulness para fazer em 3 minutos
Em uma posição confortável feche os olhos comece a levar toda a sua atenção para o seu corpo e para as sensações físicas presentes por conta do contato com as roupas, por exemplo, e as causadas pelos pensamentos e sentimentos no momento.

Aos poucos passe a focar a atenção em sua respiração, sem tentar interferir na forma como ela está acontecendo e em seu fluxo natural, apenas a acompanhado como um observador. Repare nos movimentos do tórax, do abdome e na sensação do ar entrando e saindo das narinas.

Repita o processo algumas vezes antes de partir para o próximo passo. Por fim, volte a prestar atenção às sensações do corpo naquele momento e o que está acontecendo no local em que se está, focando nos sons e temperatura e então abra os olhos.

Alto Astral




5 Exercícios de respiração para diminuir a ansiedade


Meditation Clipart Deep Breath - Clip Art Of Meditation, Cliparts ...
Existem momentos que a ansiedade toma conta da nossa mente e ficamos nervosos o bastante para não conseguir tocar as atividades e trabalho, consumidos pelo nervosismo. Nestas horas, tudo o que você precisa fazer é parar tudo e concentrar no poder que os exercícios de respiração tem no seu corpo, nas nossas emoções e, principalmente, para acalmar a ansiedade.

Duvida? Em 2017, pesquisadores da Universidade Stanford (EUA) descobriram que um grupo de neurônios, ao qual chamaram de complexo de preBötzinger, regula o equilíbrio entre a respiração e a atividade cerebral relacionada à calma e ao estresse

Agora que já demos o embasamento científico para você acreditar, saiba que a respiração pode ser um grande aliado para tranquilizar o organismo.

Assim como ela se acelera quando estamos nervosos e agitados, forçar o inverso dela pode ajudar a acabar com um estado de intranquilidade.

Por isso, separamos os principais exercícios de respiração que podem ajudar rapidamente a você reverter o que está sentido. Se liga!

Exercícios de respiração para diminuir a ansiedade
1. Respiração Abdominal
Quando estamos calmos, tendemos a inspirar e expirar lentamente, o que dá para comprovar pela extensão e contração do abdômen.

Dessa forma, experimente parar e forçar uma respiração mais tranquila, profunda e espaçada. Como forma de ajuda, coloque a mão sobre o abdômen para sentir a movimentação.

2. Respiração Quadrada
Neste exercício, entre cada inspiração e expiração faça uma pausa. Para isto, inspire pelo nariz contando lentamente até quatro, depois segure o ar nos pulmões por mais quatro segundos.

Expire lentamente pela boca por quatro segundos e, após esvaziar o ar, mantenha assim por mais quatro segundos.

Dessa maneira, a técnica lembra como se tivéssemos fazendo um quadrado respiratório, com quatro segundos em casa passo, por isso o nome da técnica.

3. Expiração alongada – Exercícios de respiração
Parecida com a atividade anterior mas, no entanto, neste caso você vai inspirar por quatro segundos pelo nariz e soltar o ar pela boca durante o dobro do tempo (oito segundos).

A explicação para o alongamento vem de como a inalação está relacionada ao sistema nervoso simpático (SNS). Este controla o mecanismo de luta e fuga, a expiração está relacionada ao sistema nervoso parassimpático (SNP), que influencia diretamente a nossa capacidade de relaxamento.

4. Alterar as narinas
Com o auxílio do dedo indicador, basta inspire por uma narina e expire pela outra.

Depois disso, a narina que ‘puxou’ o ar deve ser usada para ‘soltá-lo’.

Dessa maneira, esta técnica funciona pois faz com que você deixe de lado tudo para se concentrar no momento presente.

5 Respiração Deitado
Para fazer este exercício de respiração simples você precisa estar deitado e com as luzes apagadas. Depois disso, coloque as mãos em cima do abdômen e conte a inspiração e expiração para sentir a sensação de relaxamento.

Aliás, nesta técnica, um truque importante é tentar criar um ritmo enquanto faz a contagem.

Manual do Homem Moderno





5 MANTRAS PARA DESPERTAR SEUS POTENCIAIS

Mantras para meditar que vale a pena conhecer - A Mente é MaravilhosaRepetição de palavras ajuda a materializar situações positivas
A palavra tem poder! Que já não usou esta expressão? Sim, o som realmente tem muito poder e está presente em todo o Universo, como se fosse uma grande sinfonia de estrelas e planetas.

Na nossa sociedade ocidental não costumamos dar muita atenção a este assunto, mas creio que vale a pena experimentar, e os mantras podem ser um excelente recurso. Os sons que saem de nossa boca têm o poder de materializar situações positivas ou negativas. Você já pensou sobre isso?

O PODER DA PALAVRA ESTÁ PRESENTE EM DIVERSAS SABEDORIAS ESPIRITUAIS
Vamos dar um pequeno mergulho nas sabedorias espirituais para refletirmos com um pouco mais de conhecimento. Independente de sua crença ou religião, o objetivo desta reflexão é pensar em como o poder da palavra já está presente entre nós, desde tempos remotos.

Se examinarmos com atenção o Novo Testamento, que foi escrito milhares de anos depois do Gênese, ele começa com: “No princípio era o verbo…”.

Não se vê em nenhum testamento, nem no Velho e nem no Novo, a referência de Deus ter feito a luz, mas sim a criação do fenômeno através da palavra.

Mesmo no Gênese, antes da frase “Faça-se a luz e luz foi feita” vem o trecho “e Deus disse”. Ou seja, uma referência que o som é que introduziu a luz da criação divina.

Os orientais também falam a mesma coisa em suas escrituras sagradas. Na sabedoria do Oriente, todo o universo é criado quando Deus decide se manifestar com o poder do verbo divino – a palavra.

Eles se referem à palavra muitas vezes como a criação do principio feminino, usando “Saraswati” ou, no budismo, como “Kuan Yin”.

Na Cabala, o texto da tradição mística judaica fala no poder divino dos sons das vogais. Os rishis, sábios da Índia, chegaram à mesma conclusão em relação a pronunciar as vogais.

Pitágoras também fez referência ao poder do som, quando disse: “as sete esferas emitiram uma vogal para a Terra, as quais juntas tornaram-se a criação de tudo o que existe no planeta”.

Estes conceitos anteriores continuam presentes em muitos textos de mestres mais recentes. Na primeira metade do século XX, Blavatsky – que foi fundadora da Sociedade Teosófica – escreveu na “A Doutrina Secreta”: “o som é um tremendo poder oculto.

Ele tem uma força tão estupenda que a eletricidade gerada por um milhão de Niágaras jamais poderia neutralizar nem a menor potencialidade, quando dirigida pelo conhecimento apropriado”.

A cultura milenar dos sacerdotes Havaianos também usou e usa os mantras para realizar curas até nos dias de hoje.

O mas popular no momento é o Ho’oponopono, no qual se repete, em qualquer situação que causa conflito, as frases: “Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato”.

Por REGINA RESTELLI
Personare




A vida é um jogo ou como as pessoas jogam a vida



O homem não se lembra de onde ele veio para a Terra. Mas a criança se lembra de tudo, mas uma vez no sistema de aprendizado humano, ela esquece e o jogo começa para ele. O jogo da vida é que, quanto mais a luz da Alma e Deus se afasta de sua fonte, mais ela se torna densa, manifestando-se na dualidade e na separação . Qual é o jogo da vida e como as pessoas jogam a vida?

Jogo da vida
Já dissemos que uma pessoa, tendo caído neste mundo denso, recebeu um corpo denso e está tentando brincar nesta vida através de uma luz compactada. Qualquer objeto, qualquer coisa é apenas energia, é a energia da luz. Por exemplo, uma pedra tem uma luz densa e nós a percebemos como uma substância densa.

Quando uma criança nasce no mundo, ela retém a memória de sua divindade, de sua hereditariedade divina, e se lembra de suas encarnações anteriores no Universo. No entanto, ele põe os pés no caminho da educação neste mundo e gosta do jogo da vida.

Além disso, outras criaturas, tendo-se tornado seres humanos, convencem-no de que não há nada além desse jogo e que essa é a verdadeira realidade. Portanto, existe uma sociedade de pessoas apaixonadas pela idéia individual e geral do jogo e do próprio jogo. E quando o jogo termina neste mundo, depois de sua morte, uma pessoa retorna ao mundo espiritual, ao mundo da Alma e ao mundo de Deus.

Às vezes, esse mundo de pessoas é chamado de mundo da ilusão , onde as pessoas jogam seus jogos ilusórios. Por exemplo, a antiga civilização maia considerava este mundo uma ilusão, a antiga civilização indiana também falava sobre isso. Quanto mais uma pessoa é da fonte de luz, e essa fonte de luz é Deus e até a própria pessoa é por natureza, mais ela é imersa em seus jogos ilusórios ou imersa no sono.

Imagine que uma pessoa adormeceu e, em seu sonho, adormeceu novamente, e no próximo também adormeceu, e isso pode ser infinito. Às vezes, isso é chamado de círculo do Samsara, o círculo do Ser, quando uma pessoa nasce e não se lembra de suas vidas anteriores. Neste mundo, ele sonha que vive como uma pessoa separada, como uma pessoa separada. E vem de vida em vida.

E quando Deus acordar em uma pessoa, ele se lembrará de todos os sonhos de suas vidas anteriores, de que ele desempenhou papéis diferentes nessas vidas. E ele lembrará que Ele sempre foi , como, "EU SOU aquilo que EU SOU" .

Por que as pessoas vivem tão pouco?
E se estamos falando sobre a morte, a morte não é uma conseqüência de fatores externos, como ecologia, nutrição ou vírus e bactérias. A morte vem de dentro quando uma pessoa se cansa deste mundo e seu interesse em jogar essa vida desaparece. Quando uma pessoa morre por falta de interesse na vida, ela lhe dá um novo jogo, que ele jogará em sua próxima vida.

Portanto, as pessoas que vivem muito tempo na Terra são pessoas que ainda têm interesse na vida, e não querem sair desse jogo tão rapidamente. Neste mundo, as pessoas que já têm vários milênios incógnitos vivem, elas simplesmente não se anunciam.

Por que as pessoas vivem tão curto, em média, até 70-80 anos? E porque estão convencidos de que depois dos cinquenta o corpo deve envelhecer e desaparecer, e depois dos oitenta é hora do próximo mundo. Portanto, uma pessoa se esforça para ter o maior sucesso possível nesta vida, desgastando seu corpo, sem perceber que a eternidade o espera adiante.

Levada pelo jogo cotidiano, uma pessoa não percebe a coisa mais importante nesta vida - sua divindade, sua eternidade, e também não percebe a divindade em outras pessoas e na natureza circundante. Uma pessoa está tão interessada em seus sofrimentos que não percebe o caminho da alegria, sabedoria e contemplação.

Por que as pessoas frequentemente recomendam a contemplação, na qual a mente se desliga. Sim, porque tira uma pessoa do seu jogo ilusório e da percepção habitual deste mundo como real. Porque, ao nascer, uma pessoa precisa se adaptar à percepção humana em massa aceita pela sociedade. E através da contemplação, uma pessoa começa a entender que o mundo ao seu redor reflete apenas sua própria consciência, reflete sua imaginação e a imagem coletiva da criação.

Toda pessoa é Deus, e no que o homem está interessado, Deus também está interessado. Isso é difícil de entender, já que o homem é apenas um reflexo de Deus, apenas uma pequena parte dele até que ele volte para casa e se torne o próprio Deus.

O corpo humano e tudo o que o rodeia é uma ilusão ou a luz refletida de Deus. Tudo o que uma pessoa pode criar nesta vida é uma ilusão, e essa é uma maneira de conhecer o mundo. Embora haja ilusões agradáveis. Por exemplo, as abelhas aprenderam a interagir umas com as outras e com o meio ambiente tanto que seus resíduos são mel, que todos nós amamos. As pessoas ainda não aprenderam a interagir adequadamente entre si e com a natureza, de modo que seus resíduos e fezes cheiram mal.

Há uma expressão de que a vida é um teatro, e as pessoas são atores. Tudo isso é verdade, mas é importante entender que o diretor principal é o próprio Deus, que, pela dualidade deste mundo, se conhece. E se sim, então para um homem há uma pista, uma pista no sentido de que tudo é criado pelo próprio homem como parte de Deus, e essa não é a parte externa, mas tudo acontece dentro do próprio homem.

Assista seus pensamentos!
O homem desempenha papéis diferentes de vida para vida, ele era um rei e um mendigo, um homem e uma mulher, uma mãe e um filho, um servo e um carrasco. Para uma pessoa, até jogos de guerra são possíveis, onde ninguém quer sofrer, mas decide participar subconscientemente. Porque os pensamentos, muitas vezes, entram no subconsciente e se tornam a causa de quaisquer eventos, mesmo que você nem os queira.

No seu jogo da vida, é muito importante monitorar suas palavras, emoções e pensamentos, porque isso cria o mundo ao seu redor. Tudo negativo, tudo desagradável que existe na Terra na forma de guerras, maus eventos, doenças - tudo isso é um reflexo dos pensamentos e emoções humanos.

As pessoas dividem os outros em amigos e inimigos, bons e maus, e essa troca mútua de pensamentos e emoções negativas cria o baixo nível de pessoas como um todo, cria todos os cataclismos na Terra.

As pessoas que tentam viver com amor, respeito pelos outros e pelo meio ambiente, elevam a consciência de outras pessoas a um novo nível. O jogo do sofrimento e da separação é completamente opcional para as pessoas da Terra.

Há um número infinito de caminhos para Deus, porque cada pessoa faz parte de Deus no corpo humano. E apesar de todos os jogos e ilusões, todos os caminhos levam apenas a ele. Esta é uma jornada dentro de Deus.

Cada pessoa joga seus jogos e luta em algum lugar, e essa aspiração existe porque se considera separada do resto do mundo, separada das pessoas e de Deus. Quando uma pessoa deixa de lutar por algo, ela se tornará um Ser Puro, tendo retornado ao seu estado original. Este é o estado do Espírito Puro, quando não haverá mais perguntas, porque se você se tornar Tudo, você saberá tudo.

Por: O autor Rigpa


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Publicidade Google

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Estrela 10

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Americanas.com

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade PagSeguro

PagSeguro BR