Publicidade Aliexpress

Publicidade Dietas

Publicidade Google

quinta-feira, 2 de julho de 2020

SANTA CATARINA: “Cenário de filme de terror”, diz morador que teve casa destruída por ciclone

Atualizando a toda hora........

Santa Catarina decreta calamidade pública por danos causados por ciclone

Fenômeno climático que passou pelo Estado nesta semana deixou mais de 1,5 milhão de unidades sem energia e causou ao menos nove mortes

O governador Carlos Moisés decretou estado de calamidade pública em Santa Catarina por conta dos estragos causados pela passagem de um ciclone extratropical entre terça-feira e quarta-feira, 30 e 1º. O decreto será publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (2).

De acordo com o governo do Estado, ao menos 152 municípios catarinenses tiveram ocorrências em função das rajadas de vento, que ultrapassaram os 130 km/h. Até o momento, noves mortes foram confirmadas e há duas pessoas desaparecidas.

Reunião do Fórum Parlamentar Catarinense – Foto: Mauricio Vieira/Secom/Divulgação

Durante a tarde desta quinta, o governador Carlos Moisés e o chefe da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, participaram de uma videoconferência com o Fórum Parlamentar Catarinense,  a Fecam (Federação Catarinense dos Municípios) e  representantes da Alesc (Assembleia Legislativa.

Moisés agradeceu à Alesc pelo repasse de R$ 30 milhões para ajudar na reconstrução e salientou que o decreto de calamidade busca dar celeridade ao processo de busca de recursos junto ao Governo Federal.

“Precisamos encaminhar isso o mais brevemente possível para Brasília para que possamos ter um retorno por parte do Governo Federal. O objetivo do Governo do Estado, por meio da Defesa Civil, é que haja celeridade nas respostas”, afirmou o governador.

Defesa Civil de SC acompanha os estragos causados pelo ciclone bomba – Foto: Mauricio Vieira/Secom

Além dos três senadores, também participaram da reunião do Fórum Parlamentar Catarinense deputados federais e mais de uma dezena de prefeitos.

Apoio aos municípios
O chefe da Defesa Civil relatou aos parlamentares que os chefes dos executivos municipais têm entrado em contato para relatar os estragos em suas cidades.

Segundo ele, neste primeiro momento, o Governo tem priorizado a assistência humanitária, com a distribuição de lonas. Também serão repassadas telhas e cestas básicas.

Batista enfatizou ainda que a Defesa Civil está elaborando o plano de trabalho solicitado pela Alesc para a destinação dos R$ 30 milhões. O trabalho deve ser finalizado ainda nesta semana.

Em relação ao decreto de calamidade, Batista salientou que a ação foi necessária por conta da severidade do evento climático, que atingiu todas as regiões catarinenses.

“A partir dessas informações, o Estado avaliou que era necessário decretar a calamidade pública. Isso vai gerar facilidades no recebimento de recursos da União, tanto para assistência humanitária quanto para reconstrução. Alguns municípios já decretaram situação de emergência e agora o Governo decreta a calamidade pública em todo o estado. Vamos pedir que as prefeituras continuem mandando os relatórios de danos para que consolidemos todas essas informações”, disse João Batista.

Secretário nacional vistoria áreas atingidas em SC
Na noite desta quinta-feira, está prevista a chegada em Santa Catarina do secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves. Na sexta-feira, ele fará um sobrevoo de áreas afetadas pelo ciclone ao lado do chefe da Defesa Civil. Uma equipe de profissionais da Defesa Civil nacional acompanhará o secretário em sua agenda no estado.

“Por orientação do presidente Bolsonaro, determinamos a ida do secretário e de técnicos da Defesa Civil Nacional para apoiar os trabalhos em Santa Catarina, o mais atingido por essa catástrofe causada pelo ciclone. O Governo Federal não poupará esforços para auxiliar a população do Sul do País nesse momento difícil”, destacou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Em todo o Estado, 1,5 milhão de unidades consumidoras ficaram sem energia entre a tarde e a noite de terça-feira. Diversas estruturas foram danificadas, e as equipes de diversos órgãos do Governo do Estado seguem atuando para realizar o levantamento completo dos estragos.

Alertas para a população
Os alertas são importantes para que as pessoas tenham antecedência nas informações. Todas as pessoas podem realizar o cadastro para receber os avisos da Defesa Civil Estadual.

Para isso, basta mandar uma mensagem para o número 40199 contendo apenas o código de endereçamento postal (CEP) do local que deseja ser monitorado. “Sempre que tiver um alerta, a Defesa Civil vai enviar informações e orientações para cada tipo de desastre”, finalizou João Batista.

REDAÇÃO ND, FLORIANÓPOLIS
02/07/2020 ÀS 18H47




Imagem

DC: Estragos causados pelo vendaval em Biguaçu. Fotos: Fernando Mendes.


Imagem

DC: Estragos causados pelo vendaval em Biguaçu. Fotos: Fernando Mendes.




Imagem

DC: Estragos causados pelo vendaval em Governador Celso Ramos. Fotos: Thiago Mafra.



Imagem

DC: Estragos causados pelo vendaval em Governador Celso Ramos. Fotos: Thiago Mafra.


Casa destelhada em Governador Celso Ramos

Hora Digital - Casa destelhada em Governador Celso Ramos(Foto: Thiago Mafra / Acervo Pessoal)


Bebê soterrado em Florianópolis

Gabriel mostra o lugar onde o bebê estava preso(Foto: Wenndel Paixão / NSC TV)


árvore morro das pedras

NSC - Árvore destruiu a residência ao lado da escola(Foto: Arquivo pessoal)


Passagem de ciclone deixa ao menos 150 famílias desalojadas em ...




Bastaram 15 minutos para que casa de morador ficasse praticamente destruída; ao menos 150 famílias ficaram desalojadas

“Cenário de filme de terror”. Foi assim que o morador do bairro Ratones, Jorge Luiz Pereira relatou os estragos do ciclone que atingiu Santa Catarina nesta terça-feira (1º). Na Capital, ao menos 150 famílias ficaram desalojadas.

Morador da cidade há pelo menos 18 anos, Jorge passou pelo vendaval ao lado da esposa e duas filhas. Segundo ele, 15 minutos bastaram para que sua casa ficasse praticamente destruída. Com a queda das árvores, a casa veio ao chão.

"Quando vimos que o telhado ia cair, saímos correndo de dentro de casa e corremos até o galpão, nos fundos do pátio”, relata. O vento forte e a chuva atingiram o bairro por volta das 15h30.

Com medo, a família saiu do galpão, que também perdeu telhas, correu para perto do canil no pátio e de lá para o muro. “Não sabíamos pra onde ir, estávamos em pânico, só tentamos nos abrigar”, lamenta Jorge.

Além de Jorge, a esposa e filhas, de 16 e 12 anos, dormiram no galpão, que foi parcialmente destelhado. Na manhã desta quarta-feira (1º), a família esperava por ajuda e contabilizava os estragos.



Além da cozinha, a sala de estar e quartos foram atingidos. Segundo a família, móveis e eletrodomésticos foram perdidos por conta da temporal. Jorge estima que 80% do imóvel foi destruído.

A prefeitura de Florianópolis foi chamada no bairro e, além de ajudar a família com os estragos, estuda um local para abrigar os quatro moradores. Há possibilidade de que eles sejam levados para a casa de amigos.

Estragos na Grande Florianópolis
Destelhamentos, ao menos cinco mortes e vários desalojados: este foi o resultado da passagem do ‘ciclone bomba’ pela região da Grande Florianópolis na tarde de terça-feira (30). Até o fim do dia, os números podem aumentar.

De acordo com um relatório parcial divulgado pela Defesa Civil pela manhã, os maiores estragos da região ocorreram em Tijucas. No município, o desabamento de um galpão deixou duas pessoas mortas. Em outra ocorrência, mais uma morte foi registrada.

Por ND+


VEJA FOTOS NOSSO:

Ciclone Extratropical atingirá Santa Catarina com ventos de até 90 ...


Ciclone Ingleses Florianopolis - YouTube

Semana começa com temporal e possibilidade de granizo em SC

Florianópolis decreta situação de emergência após ciclone com ...

Relato de nosso pessoal do blog: "Estávamos a noite toda acordado e o vento não parava, levando tudo que encontrava pela frente. Ficamos vendo da janela telhados voar, casas serem destruídas, postes caírem, fogo na rede elétrica e muito mais. " Verdadeiro "fim do mundo".


Prefeitura de Florianópolis decreta emergência após ciclone ...

Temporal causa destelhamentos e queda de energia em SC | Verão ...

Vendaval causa estragos na Grande Florianópolis

Vendaval deixa um rastro de destruição em BH e Contagem | O TEMPO

impressionante ciclone devasta florianopolis sc - YouTube

Ciclone bomba causa pânico e mortes em SC, e deve chegar a SP

Ciclone bomba', após deixar mortos no Sul, provoca ventania hoje ...

Ciclone vira van e caminhão em cidade da Grande Florianópolis ...

Ciclone bomba mata 10 pessoas e deixa rastro de destruição no Sul ...

Fotos divulgação internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Publicidade Americanas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup

Publicidade Avast