Publicidade Aliexpress

Publicidade Google

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Juíza dos Estados Unidos proíbe Donald Trump de bloquear usuários do Twitter

Justiça não determinou que Donald Trump desbloqueie usuários já
Reprodução/ Fox News
Justiça não determinou que Donald Trump desbloqueie usuários já "vetados" em sua conta

Segundo a magistrada, bloquear os perfis viola os direitos coletados na Primeira Emenda da Constituição, na qual estão a liberdade de expressão
 Justiça não determinou que Donald Trump desbloqueie usuários já 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi proibido por uma juíza de bloquear usuários no Twitter. Segundo Naomi Reice Buchwald, ao excluir críticos na rede social, onde o presidente tem 52,2 milhões de seguidores, ele viola a Constituição norte-americana no que diz respeito à liberdade de expressão.

Leia também: Casal vence processo na Justiça para obrigar filho de 30 anos a sair de casa

"Respaldamos que a expressão na forma na qual eles a exercem está protegida pela Primeira Emenda e que o presidente (...) exerce o controle governamental sobre certos aspectos da conta @realDonaldTrump, incluindo o espaço interativo dos tuítes enviados a partir da conta", argumentou a juíza. No entanto, a Justiça não determinou que Donald Trump desbloqueie usuários já "vetados" em sua conta.

A ação movida contra o republicano foi apresentada em julho de 2017, pelo Instituto Knight Primeira Emenda, da Universidade Columbia. Uma pesquisa realizada pela consultoria "Gallup" revelou que 29% dos perfis que seguem o magnata no Twitter– cerca de 15 milhões – são falsos. A porcentagem é quase o dobro daquela registrada na conta do ex-presidente Barack Obama: das 103 milhões de pessoas que o seguem, 15% são "fakes". 

Deslizes no Twitter
Depois de passar cinco dias internada em um hospital, a primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, voltou para a Casa Branca, residência onde vive ao lado do presidente, no último sábado (19).

Seu retorno, porém, quando noticiado pelo republicano no Twitter do presidente, gerou risos e indignação entre os internautas – não pela melhora na saúde de Melania Trump, mas por uma confusão causada por Donald. Afinal, o magnata errou a grafia do nome da própria esposa.

"É ótimo ter nossa incrível primeira-dama de volta à Casa Branca. Melanie está se sentindo muito bem. Obrigado por todas as suas orações e felicitações!", escreveu o presidente norte-americano.

Depois desse tweet ficar alguns minutos no ar, Trump – ou sua equipe – notou que os internautas comentavam o erro de grafia. Por isso, apagou a publicação e a republicou corrigindo o nome da esposa, ou seja, trocando 'Melanie' por 'Melania'.

De acordo com a Casa Branca, Melania voltou bem para casa, depois de passar por um procedimento médico nos rins. Ela estava internada no Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, perto de Washington, desde a última segunda-feira (14).

Apesar de ter trocado o nome da esposa em sua demonstração pública de afeto, durante a internação, Donald Trump visitou Melania várias vezes. Ela, que tem 48 anos de idade, afirmou em seu Twitter pessoal que está se sentindo ótima. Na sua publicação, ela também agradeceu à equipe do hospital onde ficou internada, aos seus seguidores e disse que o sentimento de voltar para casa era de ansiedade.

* Com informações da Ansa

Fonte: Último Segundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Publicidade Americanas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup

Publicidade Avast