NOTÍCIAS MAIS VISTAS NO ANO

terça-feira, 22 de maio de 2018

EUA e Brasil discutem hoje a "restauração da democracia na Venezuela"

Temer e Trump se encontraram na Assembleia da ONU; hoje, ambas as nações discutem a situação da Venezuela
Divulgação/Twitter Palácio do Planalto

Temer e Trump se encontraram na Assembleia da ONU; hoje, ambas as nações discutem a situação da Venezuela.

Vice-secretário dos EUA falará com secretário-geral das Relações Exteriores, em Brasília; ambas as nações não reconhecem reeleição de Nicolás Maduro
A instabilidade política e econômica da Venezuela será um dos assuntos a serem tratados, nesta terça-feira (22), entre o vice-secretário de Estado norte-americano, John J. Sullivan, e o secretário-geral das Relações Exteriores, embaixador Marcos Galvão, em Brasília. 


Número dois do Departamento de Estado dos EUA, Sullivan veio a Brasília para conversar com Galvão sobre a segurança e a crise humanitária no país governado por Nicolás Maduro. Em comunicado divulgado pelo governo dos EUA, é citado o seguinte tópico de conversação: "apoio regional à restauração da democracia na Venezuela ".

O país de Maduro se tornou pauta desta semana depois que, no último domingo (20), eleições convocadas pelo governo reelegeram o presidente daquele país para mais seis anos de mandato.

As eleições foram marcadas por fraudes e por uma elevada taxa de abstenção. A oposição denunciou que Maduro não cumpriu as regras de uma eleição democrática no país.

Na última segunda-feira (21), o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, divulgou uma nota em que afirmou que a eleição “foi uma farsa, nem livre nem justa” e que o país não iria “ficar de braços cruzados enquanto a Venezuela desmorona”.

O Itamaraty também anunciou ontem que decidiu não reconhecer o resultado das eleições. Junto a outros treze países latino-americanos que formam o chamado Grupo de Lima, o Brasil questionou a legitimidade do pleito.

“Nas condições em que ocorreu — com numerosos presos políticos, partidos e lideranças políticas inabilitados, sem observação internacional independente e em contexto de absoluta falta de separação entre os poderes —, o pleito do dia 20 de maio careceu de legitimidade e credibilidade”, diz nota do órgão.

Fórum de Segurança Brasil-Estados Unidos
A reunião ocorre em paralelo ao lançamento do Fórum Permanente de Segurança Brasil-Estados Unidos e está prevista para ter início às 15h, no Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty.

O Fórum de Segurança Brasil- Estados Unidos começou a ser discutido no governo da ex-presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente norte-americano Barack Obama, em 2015.

No entanto, as negociações não avançaram, depois de revelações de 2015 sobre o monitoramento das conversas telefônicas da presidente e altos funcionários do governo brasileiro, pela inteligência norte-americana.

Hoje, com a pauta em comum a respeito da Venezuela , essa conversa entre ambas as nações pode, enfim,  tomar seu rumo.

* Com informações da Agência Brasil.

Fonte: Último Segundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Publicidade Google

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup