Publicidade Aliexpress

Publicidade Dietas

Publicidade Google

domingo, 27 de maio de 2018

Kim Jong-un confirma encontro com Trump, mas revela receio com segurança

Donald Trump e Kim Jong-un planejam se encontrar no dia 12 de junho, em Singapura
iG São Paulo

Donald Trump e Kim Jong-un planejam se encontrar no dia 12 de junho, em Singapura

Segundo presidente sul-coreano, Kim disse em encontro que tem "dúvidas" sobre o papel dos EUA após a Coreia do Norte desativar programa nuclear
 Donald Trump e Kim Jong-un planejam se encontrar no dia 12 de junho, em Singapura

Os líderes da Coreia do Norte e do Sul, Kim Jong-un e Moon Jae-in , concordaram em manter "diálogos de alto nível" no dia 1º de junho para continuar o projeto de reaproximação e desnuclearização da península coreana.

"Os líderes das duas Coreias se disseram de acordo em manter diálogos de alto nível em 1 de junho, e de acelerar diálogos em vários setores, inclusive sobre autoridades militares e sobe a Cruz Vermelha", publicou a agência de notícias sul-coreana KCNA após encontro entre Kim Jong-un e Moon Jae-in nesse sábado (26).

"Eles demonstraram intenção de se encontrar várias vezes no futuro para permitir o diálogo ativo e adotar medidas para atuar rapidamente no esforço para a desnuclearização da península", completou a KCNA.

A reunião entre Kim e Moon não havia sido divulgada na véspera e ocorreu em um vilarejo na fronteira entre os dois países. A ocasião serviu para a discussão de detalhes sobre a possível cúpula entre o norte-coreano e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no dia 12 de junho, em Singapura.

Reunião com Trump
Em uma coletiva de imprensa, o sul-coreano falou que Kim confirmou que pretende se reunir com o norte-americano, apesar de o republicano ter anunciado na última quinta-feira o cancelamento da cúpula .

O líder de Pyongyang, segundo informou Moon, reconheceu ter dúvidas sobre se os EUA irão garantir a segurança da região quando a Coreia do Norte desativar completamente seu programa nuclear.

"As duas Coreias estão de acordo de que a reunião entre o Norte e os EA de 12 de junho deve ocorrer com sucesso", comentou o presidente de Seul. "A desnuclearização da península e a paz permanente não podem ser paradas".

Donald Trump havia decidido cancelar o encontro com Kim Jong-un alegando qua o norte-coreano expressa "raiva" e "hostilidade" ao alertar o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, de que o país poderia acabar como a Líbia se não fosse feito um acordo com Washington. No dia seguinte às suas declações, no entanto, Trump voltou atrás e disse que há "conversas muito produtivas" com a Coreia do Norte e que "provavelmente" será realizado o encontro com Kim no dia 12 de junho.

*Com informações e reportagem da Ansa

Fonte: Último Segundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Publicidade Americanas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup

Publicidade Avast