Publicidade Google

Imobiliária Quinto Andar

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Jornalista saudita desaparecido foi mutilado, diz CNN

Beforeitsnews.com/Facebook
Os indícios de que o jornalista saudita foi morto no consulado da Arábia Saudita em Istambul ficam mais fortes. Agora a rede de notícias CNN disse ter entrevistado um oficial turco envolvido nas investigações dando conta de que o corpo do jornalista foi mutilado depois de morto. No início desta semana, prédio do consulado foi periciado.

O jornalista Jamal Khashoggi morava nos Estados Unidos e trabalhava para o jornal The Washington Post. Ele desapareceu depois de ir ao consulado saudita, na Turquia, para resolver pendências documentais, no dia 2. E então desapareceu.

Jamal havia escrito em muitas ocasiões reportagens sobre sua terra natal; criticou a guerra do país no Iêmen, como também a disputa diplomática com o Canadá, além da prisão de ativistas dos direitos das mulheres.

A expectativa agora, segundo a CNN, é a de que a Arábia Saudita reconheça que Khashoggi tenha morrido durante interrogatório no consulado. O país nega até agora qualquer envolvimento no desaparecimento do jornalista, fato que desencadeou uma crise diplomática entre Arábia Saudita, Estados Unidos e Turquia e repercutiu negativamente mundo afora.

Redação Integrada ORM

Philco

GoDaddy

Rihappy

UOL Educação

Biossance

Publicidade Dietas

Publicidade Americanas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

.

.

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup

Publicidade Avast