AS 2 NOTÍCIAS MAIS VISTA NA ÚLTIMA SEMANA

Mostrando postagens com marcador Belém. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Belém. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 20 de julho de 2020

Como se volta para casa depois de um dia de praia em Belém do Pará. Praia do Outeiro!

Imagem
Foto divulgação/Belém Notícia

A verdadeira maratona que o povo brasileiro faz é incrível. Veja esta imagem de um dia de volta para casa em uma praia chamada PRAIA DO OUTEIRO, em Belém do Pará. 

Em se plantando tudo dá. É o povo paraense fazendo malabarismo para curtir um dia de sol, mesmo em plena pandemia de COVID-19.

quinta-feira, 14 de maio de 2020

BELEM DO PARÁ: Corpo de vítima de covid-19 'explode' no PSM da 14

 | Foto: acervo pessoal.

O mestre-de-obras, Ananias Mesquita Ramos, 58 anos, deu entrada com quadro clínico de covid-19 no Pronto-Socorro Municipal de Belém (PSM) na Travessa 14 de Março, no dia 24 de abril. Segundo a família, no dia seguinte (25), Ananias entrou em contato com um irmão e pediu para que ele fosse até o local para conversar com os médicos. Depois dessa ligação, a família nunca mais conseguiu entrar em contato com o paciente.

COMPRE SUA MÁSCARA E RECEBA EM CASA.


Segundo David Ramos, sobrinho de Ananias, foram quase cinco dias até saber o paradeiro do corpo do tio. "Meu tio André voltou no PSM no domingo, dia 26 de abril, às 17h, e perguntou pelo irmão, e  disseram para deixar nome e telefone, que iriam ligar. Segunda e terça (27 e 28), foi a mesma coisa. Na quarta (29), passamos a tarde lá querendo saber notícias, e foi quando ouvimos pessoas reclamando de um corpo de um indigente (sem identificação), que teria morrido no sábado à tarde e estava em estado de decomposição, e por conta disso, teria 'explodido'", desabafou David.

Após um momento, funcionários do local pediram para os familiares voltarem para casa que entrariam em contato, mas desconfiados do corpo do 'indigente' ser de Ananias, a família se recusou a ir e começou a pedir explicações. Depois de muita insistência, uma assistente social confirmou que o corpo seria do mestre-de-obras.

"Ela chamou o meu tio André para dentro de uma sala e explicou que o INDIGENTE, era o meu Tio Ananias. Nos deram os documentos dele, pediram desculpas e só. Meu tio morreu sábado a tarde, enquanto íamos todos os dias deixar mantimentos para ele (fralda, cobertor, etc). Quando ele deu entrada estava com a carteira com todos os documentos e preencheu ficha na entrada, então como é que isso aconteceu?", desabafa o sobrinho.

NÃO PERCA TEMPO. PROTEJA-SE. CHEGA EM CASA. KIT COM 100 PEÇAS

Após isso, o corpo foi removido para o IML, mas até no local a família de Ananias teve que passar por burocracias. Isso porque Ananias ainda estava classificado como indigente, e por conta de ter 'explodido', a família teve que fazer um Boletim de Ocorrência para a liberação do cadáver. "Na delegacia, a delegada de plantão informou que era um caso de MORTE VIOLENTA, pois não tinha como reconhecer o corpo. Conseguimos a liberação, e ele foi enterrado ontem (30)".

Documento emitido pelo IML.
Documento emitido pelo IML.

O Diário Online entrou em contato e solicitou nota da Prefeitura de Belém, mas até o fechamento desta matéria ainda não havia obtido respostas. As ligações telefônicas também não foram atendidas.

Por:
Dol


sexta-feira, 3 de abril de 2020

PARÁ: Empresa doa 5 toneladas de alimentos para acolhidos no Mangueirão

Bom dia gente boa. Veja esta linda notícia vinda do norte do Brasil. Veja que a solidariedade de alguns empresários está em alta no Pará. Apesar de que não estamos vendo a nível nacional os ricos se mexeram muito com suas riquezas para ajudar os pobres.

Grupo Alubar entra no time de empresas de diversos ramos que têm prestado solidariedade com a causa.
 Grupo Alubar entra no time de empresas de diversos ramos que têm prestado solidariedade com a causa. | Ascom/Seel

Desde o último dia 22 de março, quando o Governo do Pará deu início a ação de abrigar pessoas em situação de rua no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, muitas são as manifestações de solidariedade. Desta vez, cinco toneladas de gêneros alimentícios foram doados, na tarde desta quinta-feira (2), pelo Grupo Alubar. Aproximadamente 700 pessoas estão recebendo atendimento na praça esportiva e na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, incluindo refeições diárias.

A doação foi recebida pelo secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Vitor Borges. "Agradecemos muito por esses alimentos que foram doados, pois é muito importante para continuarmos assistindo a esse público aqui no Mangueirão e também no Mangueirinho, nessa luta contra a pandemia do novo coronavírus", ressaltou Vitor Borges. A Seel é responsável pela gestão da praça esportiva.

"A Alubar entende que todos os esforços para proteger as pessoas são importantes. Por isso, a empresa é solidária em ajudar aqueles que necessitam de cuidados emergenciais e que estão em situação de risco", afirmou Maurício Gouvêa dos Santos, diretor executivo da empresa.

A ação de governo é coordenada pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), com a parceria da Seel, Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e Fundação ParáPaz, e com apoio da Polícia Militar, do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), da Cruz Vermelha e do Exército Brasileiro.

De acordo com a Seaster, são ofertadas quatro refeições por dia aos assistidos, que são garantidas por, aproximadamente, 850 quilos de alimentos.

Dol

sábado, 22 de fevereiro de 2020

Carnaval 2020: Piratas da Batucada é a campeã do carnaval 2020 de Belém

Piratas da Batucada vence carnaval 2020 em Belém — Foto: Fernando Sette / Agência Belém
Piratas da Batucada vence carnaval 2020 em Belém — Foto: Fernando Sette / Agência Belém


Os Piratas conquistaram o 1º título no grupo especial em 46 anos de história, homenageando o carnavalesco Miguel Santa Brígida, criador do Auto do Círio. A Bole-Bole ficou em segundo lugar, seguida da Quem São Eles.

A Associação Recreativa e Cultural Escola de Samba Piratas da Batucada, do bairro da Pedreira, é a escola vencedora do carnaval 2020 de Belém.

Com 46 anos de história, os Piratas conquistaram o 1º título no grupo especial. A escola levou 1.500 brincantes ao sambódromo para homenagear o carnavalesco Miguel Santa Brígida, criador do tradicional Auto do Círio.

Com o samba-enredo “Miguel Santa Brígida: o Arcanjo Dionisíaco do Drama, Fé e Carnaval”, a escola apresentou quatro carros alegóricos e doze alas, trazendo muita cor, resistência e teatro para o desfile.

Entre as fantasias, máscaras do musical "Fantasma da Ópera" e um carro alegórico com uma imagem gigante de Nossa Senhora de Nazaré. No último carro, o homenageado foi destaque principal, encerrando o desfile da agremiação.

"Essa vitória é a comprovação de muitos anos de trabalho, desde 2008 quando subimos para o grupo especial. Eu só tenho a agradecer a Deus e aos meus pares de diretoria, ao novo presidente Sandro Sena e a todas as escolas que ajudam a fortalecer o nosso carnaval de Belém", comentou o presidente de honra, Ricardo Fernandes.
Carnaval Belém 2020: saiba mais sobre as escolas de samba do grupo especial
Criador do Auto do Círio, ator, professor, diretor de teatro e carnavalesco Miguel Santa Brígida é homenageado pela escola campeã do carnaval de Belém - Piratas da Batucada. — Foto: Fernando Sette / Agência BelémCriador do Auto do Círio, ator, professor, diretor de teatro e carnavalesco Miguel Santa Brígida é homenageado pela escola campeã do carnaval de Belém - Piratas da Batucada. — Foto: Fernando Sette / Agência Belém
Criador do Auto do Círio, ator, professor, diretor de teatro e carnavalesco Miguel Santa Brígida é homenageado pela escola campeã do carnaval de Belém - Piratas da Batucada. — Foto: Fernando Sette / Agência Belém


Os Piratas da Batucada ficaram com 199,7 pontos; seguido da Bole-Bole, em segundo lugar, com 199,3; e da Império de Samba Quem São Eles, com 199,2.

No 2º grupo, a vencedora foi o Grêmio Recreativo Acadêmicos de Samba da Pedreira (199,6). E no 3º grupo, a vencedora foi a Associação Carnavalesca Boêmios da Vila (199,5).

A escola Mocidade Unida do Benguí foi rebaixada do primeiro grupo e a Acadêmicos de Samba da Pedreira, do segundo grupo, terá acesso ao primeiro. No segundo grupo, a Mocidade Botafoguense deve ser rebaixada ao terceiro e a agremiação Boêmios da Vila, do terceiro grupo, terá acesso ao segundo.

A apuração foi realizada nesta quarta-feira (19), na Aldeia Amazônica, no bairro da Pedreira, com a presença das torcidas de todos os grupos e blocos carnavalescos.

Os quesitos avaliados foram bateria, alegoria, comissão de frente, enredo, evolução, fantasia, harmonia, mestre-sala e porta-bandeira, porta estandarte e samba-enredo.

A Aldeia Amazônica foi palco do Carnaval Oficial de Belém no último final de semana. Escolas de samba do primeiro e terceiro grupo animaram o público no sábado (15) e domingo (16). Na sexta-feira (14) as escolas do segundo grupo tomaram a avenida.

Resultado das escolas de samba do Carnaval 2020 de Belém
1° grupo:

Associação Recreativa e Cultural Escola de Samba Piratas da Batucada (199,7)
Associação Carnavalesca Bole-Bole (199,3)
Associação Cultural Recreativa Carnavalesca Império de Samba Quem São Eles (199,2)
2º grupo:

Grêmio Recreativo Acadêmicos de Samba da Pedreira (199,6)
Grêmio Recreativo Carnavalesco Os Colibris (198,5)
Associação Carnavalesca Cacareco (196,5)
3º grupo:

Associação Carnavalesca Boêmios da Vila (199,5)
Escola de Samba Mocidade Olariense (198,7)
Associação Sócio Cultural e Carnavalesca Guerreiros do Samba e do Amor (197,8)


Fonte:

Resultado de imagem para g1 pará

Veja mais:


Por G1 PA — Belém
 

Neste sábado, (15), a Aldeia Amazônia vai abrir alas para nove escolas de samba que vão desfilar em busca do título de campeã do 1º Grupo do Carnaval de Belém 2020. Com a promessa de muito brilho, animação e música, as agremiações trazem um desfile colorido e contagiante, repleto de inspirações e representatividade. Entre as temáticas escolhidas para a avenida em 2020 estão a luta de mulheres pela igualdade, a junção de escolas tradicionais e de samba, o rio Guamá e até uma sátira simpática à escolas de samba de Belém.
A Prefeitura de Belém destacou que cada escola terá no máximo 60 minutos para convencer os jurados e conquistar o público das arquibancadas, estimado em mais de 1.600 pessoas. Conheça mais sobre o enredo e ficha técnica de cada escola do Grupo Especial, de acordo com a ordem de apresentação:

Mocidade Unida do Benguí

Mocidade Unida do Benguí CARNAVAL DE BELÉM — Foto: DivulgaçãoMocidade Unida do Benguí CARNAVAL DE BELÉM — Foto: Divulgação
Mocidade Unida do Benguí CARNAVAL DE BELÉM — Foto: Divulgação
Como forma de homenagear todo fervor e receptividade do povo paraense, a Escola de Samba Mocidade Unida do Benguí escolheu o enredo 'Belém berço da democracia - aonde o sol nasce para todos', interpretado por Xaxá, para o desfile de carnaval 2020.
Ao longo da avenida, cerca de mil brincantes vão retratar momentos da história de Belém, rios, fauna e flora características da Amazônia e homenagear vereadores da cidade, que tem como função representar o povo.
Mocidade Unida do Benguí
PresidenteSérgio Raimundo Meireles
Alas11
Alegorias3
Mestre-sala e porta-bandeiraJhonnes Souza e Jocely Castro
Mestre de bateriaRonaldinho
Rainha de bateriaRose

Embaixada do Império Pedreirense

Embaixada de Samba do Império Pedreirense — Foto: ReproduçãoEmbaixada de Samba do Império Pedreirense — Foto: Reprodução
Embaixada de Samba do Império Pedreirense — Foto: Reprodução
Pensado para ser o enredo de uma escola de samba de São Paulo em 2009, a temática açaí foi deixada de lado na época para voltar a ser destaque da Embaixada do Império Pedreirense no Carnaval de Belém 2020. A escolha foi feita pela agremiação como forma de homenagem a um dos mais tradicionais alimentos da região.
O enredo 'Açaí, o sabor do Pará, da Amazônia, para o Mundo', interpretado por Carlinhos Sabiá, vai reunir mais de 1.300 brincantes na avenida, distribuídos em doze alas.
Embaixada do Império Pedreirense
PresidenteRita de Sá
Alas12
Alegorias3 carros e 1 tripé
Mestre-sala e porta-bandeiraRodolfo Moura e Shayene Negrão
Mestre de bateriaGeraldo Oliveira Filho
Rainha de bateriaCheiro

Deixa falar

Escola de Samba Deixa Falar — Foto: ReproduçãoEscola de Samba Deixa Falar — Foto: Reprodução
Escola de Samba Deixa Falar — Foto: Reprodução
Com a proposta de satirizar de forma simpática o carnaval pequeno de Belém, a escola de samba Deixa-Falar escolheu o enredo 'Gugu, Dadá! Mi, Mi, Mi! Bumbum' para o desfile de 2020, interpretado por Wanderley Explosão e Andrezinho do Império e apresentado na avenida por mais de 1.200 brincantes.
A escola tece uma crítica ao comportamento de outras agremiações do grupo especial que impedem a conquista da construção de um grande carnaval belenense.
Deixa falar
PresidenteEsmael Tavares
Alas9
Alegorias3 e duas colunas
Mestre-sala e porta-bandeiraLorimar Adriano e Samantha Suellen
Mestre de bateriaMaurício D'Nassau
Rainha de bateriaKamila Suane

Piratas da Batucada

Escola de Samba Piratas da Batucada — Foto: ReproduçãoEscola de Samba Piratas da Batucada — Foto: Reprodução
Escola de Samba Piratas da Batucada — Foto: Reprodução
Cerca de 1.500 brincantes da Piratas da Batucada vão se reunir no dia 15 de fevereiro, na Aldeia Amazônica, para homenagear a trajetória do ator, professor, diretor de teatro e carnavalesco Miguel Santa Brígida, criador do tradicional Auto do Círio.
Com 46 anos de história, a escola promete trazer muita cor, resistência e teatro para o desfile de 2020 com o enredo 'Miguel Santa Brígida: o Arcanjo Dionísiaco do Drama, Fé e Carnaval', interpretado por Leonardo Bessa e Arlem Machado.
Piratas da Batucada
PresidenteSandro Sena
Alas12
Alegorias4
Mestre-sala e porta-bandeiraBené Brito e Flávia Brito
Mestre de bateriaAugusto Alcântara
Rainha de bateriaRose

Rancho Não Posso Me Amofiná

Rancho Não Posso me Amofiná — Foto: ReproduçãoRancho Não Posso me Amofiná — Foto: Reprodução
Rancho Não Posso me Amofiná — Foto: Reprodução
Seguindo a tradição que ajudou a conquistar a vitória em 2019, a Rancho Não Posso Me Amofiná mais uma vez traz em seu enredo a história e cultura de um município do estado do Pará. O escolhido para 2020 é Abaetetuba, considerada a capital mundial do brinquedo de miriti, tão característico do estado.
A escola mais antiga do estado, criada em 1934, já participou de cerca de 80 desfiles e conta com 1.800 componentes. O enredo escolhido para a edição de 2020 é "Às margens do Maratauira encontrei a Terra dos Homens Fortes e Valentes", interpretado por Bruno Costa e Maurício D'Paula.
Rancho Não Posso Me Amofiná
PresidenteJackson Santarém
Alas15
Alegorias3 carros e 1 tripé
Mestre-sala e porta-bandeiraJúnior Simplicidade e Cecília Petit
Mestre de bateriaKaká
Rainha de bateriaTiciany

Império de Samba Quem São Eles

Império de Samba Quem São Eles — Foto: ReproduçãoImpério de Samba Quem São Eles — Foto: Reprodução
Império de Samba Quem São Eles — Foto: Reprodução
Os ensinamentos de escolas de samba e de escolas tradicionais vão ganhar destaque no enredo 'A beleza de ser aprendiz', do Império de Samba Quem São Eles. O intérprete oficial é Fábio Moreno.
O tema escolhido de forma conjunta por antigos alunos da escola Paes de Carvalho e a comissão de carnaval, vai reunir 1.600 brincantes na avenida neste sábado (15).
Império de Samba Quem São Eles
PresidenteJair Edson Calandrini
Alas18
Alegorias3 carros e 1 tripé
Mestre-sala e porta-bandeiraBreno Rodrigues e Luciana Bastos
Mestre de bateriaPedro Paulo
Rainha de bateriaLetícia Oliveira

Bole-Bole

Associação Carnavalesca Bole Bole — Foto: ReproduçãoAssociação Carnavalesca Bole Bole — Foto: Reprodução
Associação Carnavalesca Bole Bole — Foto: Reprodução
Berço da história da Associação Carnavalesca Bole-Bole, criada em 1984, o rio Guamá foi escolhido para ser homenageado no desfile de 2020 por ser fonte de inspiração e sintonia para os mais de 1.300 componentes da escola.
Ao longo de oito alegorias, a agremiação promete destacar toda fluidez e identidade do tradicional rio belenense com o enredo 'Guamá o Rio que Chove Poesia', interpretado por Ademar Carneiro e Keila, ex integrante da Gang do Eletro.
Bole-Bole
PresidentePaulo Alcântara
Alas8
Alegorias3
Mestre-sala e porta-bandeiraFabbio Cassio e Kamilly Lopes
Mestres de bateriaAndré Alcântara, Mini Meireles e Marcus Anderson
Rainha de BateriaBruna Aquino

Xodó da Nega

Associação Carnavalesca Xodó da Nega — Foto: ReproduçãoAssociação Carnavalesca Xodó da Nega — Foto: Reprodução
Associação Carnavalesca Xodó da Nega — Foto: Reprodução
Para o desfile de 2020, a Associação Carnavalesca Xodó da Nega decidiu manter sua tradição escolha de temas que abraçam razões sociais. A causa feminista vai ser destacada com o enredo 'A luta das mulheres muda o mundo pelo direito de ser e amar', interpretado por Luís Oliveira, conhecido como Carioquinha.
Mais de 1.400 componentes da agremiação, distribuídos em nove alas, vão fazer um passeio histórico pela avenida, retratando períodos de transformação da sociedade, ao longo dos anos até os dias atuais.
Associação Carnavalesca Xodó da Nega
PresidenteAlberto Cantanhede
Alas9
Alegorias3 carros e uma coluna
Mestre-sala e porta-bandeiraNadja Graciosidade e Kayo Marfledy
Mestre de bateriaPatrick Barbosa
Rainha de bateriaSilvia Branche

Matinha

Escola de Samba da Matinha — Foto: ReproduçãoEscola de Samba da Matinha — Foto: Reprodução
Escola de Samba da Matinha — Foto: Reprodução
Marcando presença na avenida em mais de 30 desfiles ao longo de seus 40 anos de história, a Escola de Samba da Matinha decidiu reviver a sua trajetória no carnaval de 2020.
Ao longo da avenida, 1.500 brincantes vão relembrar desfiles memoráveis e pessoas que marcaram a história da escola, com o enredo 'Horizontes de Esmeraldas no Voo e o Canto da Coruja Pelos Diferentes na Escolas das Diferenças', interpretado por Roosevelt da Cunha, conhecido como Pixulé.
Escola de Samba da Matinha
PresidenteRodolfo Trindade
Alas13
Alegorias3
Mestre-sala e porta-bandeiraMarcelo Lafom e Jennyfer Matos
Mestre de bateriaBinho Setubal
Rainha de bateriaPaloma Côrrea

Carnaval de Belém 2020

Espaço Aldeia Amazônica — Foto: Agência BelémEspaço Aldeia Amazônica — Foto: Agência Belém
Espaço Aldeia Amazônica — Foto: Agência Belém
Os desfiles das escolas de samba de Belém serão realizados nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro. No dia 14, será o desfile do Segundo Grupo das Escolas de Samba; no dia 15 do Primeiro Grupo (Especial); e no dia 16 do Terceiro Grupo. Os desfiles acontecem tradicionalmente na Aldeia Amazônica, que comporta aproximadamente 1.600 pessoas.
De acordo com a Prefeitura de Belém, em 2019, quase 3 milhões de reais foram usados para realizar diversas intervenções no espaço, como reforma das arquibancadas, das calçadas, piso, pavimentação e revisão geral da cobertura. Além disso, foi realizada a impermeabilização de estruturas, recuperação de passarelas e de banheiros e retoques na pintura. Ainda, a iluminação pública recebeu investimentos para dar destaque à passarela.
Ao todo, mais de 400 agentes de segurança municipal vão promover policiamento ostensivo e preventivo na área durante os três dias de desfiles. Ainda, vão contar com um efetivo de 12 viaturas e 23 motocicletas em cada dia de evento.
Nove vias próximas ao espaço Aldeia Amazônica vão ter o trânsito interditado ou alterado nos dias 14, 15 e 16. Segundo a prefeitura, agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) vão estar no local para orientar o trânsito.


Fonte:

G1 Pará

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Chico Rei

Publicidade Embelleze

Publicidade Lom Americanas

Publicidade Lom Palácio das Ferramentas

Publicidade Google

Yuool | Tênis de Lã

Youse Seguro Auto

UOL - Portal Educação

Stoodi

Imobiliária Quinto Andar

Philco

GoDaddy

UOL Educação

Publicidade Dietas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup

Publicidade Avast