AS NOTÍCIAS MAIS VISTA NA ÚLTIMA SEMANA

Mostrando postagens com marcador Suiça. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Suiça. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Estes barcos-jacuzzi suíços são a perfeição em forma de passeio

 



Depois do teleférico-ofurô do Japão, agora os suíços ganharam uma forma perfeita de aproveitar o passeio quando vão esquiar no inverno. Este barco-jacuzzi parece até um sonho quentinho em meio à neve.

Tai uma boa hora para você se exercitar e aproveita a vida:

Publicidade
O que é triathlon
O triathlon é uma prática esportiva composta por três modalidades atléticas sequenciais e combinadas: natação, ciclismo e corrida; nessa ordem e sem interrupção entre uma e outra. Hoje o triathlon conta com inúmeras competições oficiais, atletas profissionais e é um esporte olímpico.



© Gabriela Rassy

Os esquiadores que passam as férias na região de Interlaken, na Suíça, têm esta nova atração (incomum, mas deliciosa) para desfrutar. O Hot Tug é uma banheira de hidromassagem a lenha instalada em um barco movido a eletricidade.

Estes barcos-jacuzzi suíços são a perfeição em forma de passeioEstes barcos-jacuzzi suíços são a perfeição em forma de passeio

Estes barcos-jacuzzi suíços são a perfeição em forma de passeio

A banheira de hidromassagem a bordo do barco é aquecida a 38 graus Celsius por uma caldeira a lenha e o próprio barco pode ser dirigido pelo capitão temporário da atração após um breve curso de instrução.

Publicidade



Na embarcação que zarpar do Lago Brienz, podem navegar até 6 pessoas – mas o capitão deve ter no mínimo 18 anos. Os preços começam a partir de 180 francos suíços (ou R$ 1.087 na triste cotação atual) por viagem.

O lago Brienz está localizado próximo à pequena área de esqui de Axalp, a 20 minutos de Interlaken. O local fica perto de resorts famosos na região como Grindelwald, Murren e Wengen.

Em abril de 2019, Winterberger, um capataz de construção qualificado, e sua sócia Andrea Hottinger, uma construtora de barcos treinada, fundaram a empresa Pirate Bay. O casal, que mora em Iseltwald, está em busca de um trabalho de inverno desde então.

Winterberger encontrou o que procurava na Internet: “Vi que os Hot Tugs estavam sendo construídos em Rotterdam e que circulavam pelos canais da cidade. Esta oferta ainda não era muito conhecida na Suíça”, conta ao site Berner Oberlaender.

Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de PrivacidadeTermos)

© Gabriela Rassy© Gabriela Rassy



segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Hotéis na Suíça resolvem falta de clientes abrigando moradores de rua durante pandemia

Diante do inevitável impacto negativo que a atual pandemia impõe sobre o turismo em todo o mundo, alguns hotéis na Suíça ofereceram um bom exemplo das melhorias que parcerias entre o estado e empresas privadas podem trazer à realidade atual. No lugar de manter os hotéis vazios pela ausência de hóspedes por conta do novo coronavírus, diversos estabelecimentos passaram a acolher pessoas em situação de rua em seus quartos.

© Kauê Vieira
© fotos: Getty Images

A cidade de Genebra © Getty Images

A iniciativa conta com a estrutura dos hotéis e com o financiamento de instituições privadas de auxílio e também do próprio estado, que oferece o suporte financeiro capaz de tornar o programa duradouro e capaz de beneficiar a todos os envolvidos. Atendendo mais de 150 pessoas hospedadas em hotéis que estavam vazios somente na cidade de Genebra, o investimento para realização do programa foi de cerca de 2 milhões de euros até aqui – valor equivalente a cerca de R$ 6,5 milhões de reais.

A abertura de hotéis para o acolhimento de pessoas em situação de rua não é exclusividade da Suíça, mas a dimensão e a qualidade do programa atual é digno de nota: além de potencialmente durar até o meio desse ano, a iniciativa funciona não somente em hotéis de 1 estrela, mas também de 2 ou mesmo 3 estrelas. O sistema de suporte concede aos novos hóspedes o período de um mês para cada entrada, no qual as associações participantes do programa oferecem auxílio na busca por soluções permanentes para o problema de moradia dos envolvidos.

© fotos: Getty Images

Hotel em Genebra © Getty Images

A ideia original era que a parceria e tal auxílio funcionasse até abril, mas a perspectiva atual vem fazendo com que os proprietários dos hotéis se coloquem dispostos a estender a experiência até o meio de 2021, podendo seguir até mesmo durante o segundo semestre do ano. Experiências similares vêm sendo realizadas também na França e na Inglaterra, e podem servir de modelo – tanto para o público quanto para a iniciativa privada – de como beneficiar a todos no caminho para superar o impacto da pandemia em todos os seus sentidos: não somente econômico, mas principalmente social e humano.

© fotos: Getty Images



 



Publicidade MR1

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade Google

Youse Seguro Auto

Imobiliária Quinto Andar

Philco

Publicidade Dietas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Avast