AS 2 NOTÍCIAS MAIS VISTA NA ÚLTIMA SEMANA

Notícias da África

Noticias do Continente Africano.









Governo precisa de sete mil milhões para gestão de deslocados


O GOVERNO precisa de um total de sete mil milhões de meticais para o plano de gestão dos deslocados devido aos ataques terroristas em Cabo Delgado, anunciou ontem (12) o Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD).

O valor vai servir para melhorar as condições de alimentação, abrigo e educação, bem como relançar o sector privado e incentivar pequenas actividades para geração de rendimento nas populações deslocadas, disse Luísa Meque, directora geral do INGD, durante uma reunião com quadros do Governo e parceiros em Pemba, capital provincial de Cabo Delgado.

Segundo a fonte, até ao momento, as autoridades têm assegurado cerca de 600 milhões de meticais para a implementação do plano, que integra várias acções estratégicas para assistência das populações afectadas.

A cidade de Pemba, a capital de Cabo Delgado, tem sido o principal destino das populações que fogem dos ataques armados que começaram em 2017 em distritos mais a norte da província, albergando actualmente quase o dobro da sua capacidade.


https://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/sociedade/101451-governo-precisa-de-sete-mil-milhoes-para-gestao-de-deslocados



Médicos cubanos chegam a Moçambique para lutar contra o avanço do Coronavírus

24 de janeiro de 2021

Perante o avanço da COVID-19, o Governo Moçambicano solicitou apoio à Cuba para resposta mais eficaz contra a pandemia no país. É neste quadro que, na tarde de hoje, chega ao país o primeiro grupo de profissionais cubanos especializados. 
 
Segundo uma nota do Ministério da Saúde são ao todo, 45 profissionais de saúde. Deste número, 30 são Médicos Especialistas em Cuidados Intensivos e 15 Enfermeiros  Intensivistas. 
 
O primeiro grupo, de 14 profissionais de saúde, de entre eles 5 Médicos e 9 Enfermeiros, chegam dentro de minutos ao país. 
 
Dada situação complexa no país, marcada pelo aumento exponencial de infecções e vítimas mortais, neste mês de Janeiro, a expectativa do Ministério da Saúde é que os 14 profissionais entrem em actividade a partir do dia 27, Quarta-feira. Todavia tudo está dependente dos resultados da colheita das suas amostras (teste PCR), para o despiste da Covid-19, à sua chegada.
 
O segundo grupo, composto por 31 profissionais de saúde, deverá chegar ao país no dia 02 de Fevereiro. (Tvmiramar)

https://cartamz.com/index.php/sociedade/item/7076-medicos-cubanos-chegam-a-mocambique-para-lutar-contra-o-avanco-do-coronavirus


Igreja da Polana encerra cultos: alguns padres testaram positivo para o Covid 19

24 de janeiro de 2021



A Covid 19 atingiu alguns frades da Igreja Santo Antonio da Polana, em Maputo, levando a que a mesma decidisse por não realizar cultos durante 15 dias, a partir de hoje.

Uma Carta Circular da Paróquia, assinada pelo Frei Amaral Bernardo Amaral, informa que os padres infectados “passam bem, não há razão para alarme, estão neste momento a cumprir a quarentena obrigatória”.

(Carta)




EDM restabelece energia na maioria das zonas afectadas pela tempestade Eloise





A Electricidade de Moçambique acaba de informar que conseguiu restabelecer a energia eléctrica na maioria dos distritos e localidades que tinham sofrido interrupção no fornecimento da corrente eléctrica em virtude das intensas chuvas e ventos fortes causados pelo ciclone Eloise, e não só. Trata-se de alguns zonas da cidade de Vilankulo e distritos de Inhassoro, província de Inhambane; Cidade da Beira, Dondo, Nhamatanda e Gorongosa, em Sofala; posto administrativo de Inchope, em Manica; e Inhassunge e Luabo, na província da Zambézia. 

 

“Os trabalhos no terreno continuam visando o restabelecimento das ligações de energia nos distritos de Govuro, na zona norte de Inhambane; Muanza, Buzi, e Chibabava, em Sofala; Machaze, Mussurize e Posto Administrativo de Goonda, em Manica; e Chinde e Macuse, na província da Zambézia”, refere um comunicado da empresa. 

 

A EDM sublinha que apenas restabelece a corrente eléctrica, exclusivamente, quando estiverem reunidas as condições de segurança, acautelando-se, sobretudo, que os danos causados pela intempérie não coloquem em perigo a vida humana. “Com efeito, o restabelecimento de energia no Buzi, província de Sofala, poderá levar mais tempo visto que aquele distrito tem ainda vastas áreas inundadas”, adianta a fonte. 

(Carta)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor comentar sem palavras ofensivas.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Chico Rei

Publicidade Embelleze

Publicidade Lom Americanas

Publicidade Lom Palácio das Ferramentas

Publicidade Google

Yuool | Tênis de Lã

Youse Seguro Auto

UOL - Portal Educação

Stoodi

Imobiliária Quinto Andar

Philco

GoDaddy

UOL Educação

Publicidade Dietas

Publicidade Portal das Malas

Portal das Malas

Publicidade Shoptime

Publicidade Submarino

Publicidade recargapay

Publicidade Timecenter

Publicidade Euro

Publicidade Trocafone

Publicidade Motorola

Publicidade Plantei

Publicidade Veloe

Publicidade JetRadar

Jetradar

Publicidade Sumup

Publicidade Avast